Conceito » Educação » Escola Técnica

Escola Técnica - Conceito, o que é, Significado

No campo educacional há uma ampla gama de etapas, ciclos e programas. Assim, existem as creches, a educação infantil, os níveis de ensino obrigatório, o ensino médio, a universidade e a formação profissional. Esta última é conhecida pela denominação de escola técnica. O objetivo desta opção acadêmica é preparar os alunos para acesso ao trabalho.

Como regra geral, estas escolas possuem programas formativos na qual existe uma combinação de conhecimentos teóricos e práticos.

A formação para o trabalho não deixou de evoluir

Nas oficinas da Revolução Industrial existia a figura do professor e do aprendiz. Não havia formação acadêmica formal, pois naquela época não havia o ensino obrigatório. Os aprendizes iniciavam em um ofício durante anos e com o tempo se tornavam oficiais e professores.

A formação técnica deu um salto qualitativo quando a escolarização se tornou um fenômeno generalizado. Os primeiros centros educativos destinados ao mundo do trabalho eram as escolas de artes e ofícios. Uma vez que o estudante fosse aprovado pela escola primária, poderia incorporar-se a estes centros e após um período de aproximadamente cinco anos, obteria um certificado de aptidão para o trabalho. Este modelo foi evoluindo e passou a valer no século XX através do conceito de escola técnica.

O objetivo era e é a formação de técnicos para os mais variados setores industriais. Como regra básica, uma parte da formação é adquirida nas empresas e outra em sala de aula. Nesta formação, dá-se ênfase aos conhecimentos de tipo científico-técnico e em segundo plano estão as matérias humanísticas.

No século XX, as titulações mais comuns foram as seguintes: técnico em mecânica, em eletricidade, em química, em construção civil ou naval. Atualmente, a formação profissional se especializou de maneira notável, uma vez que foi necessário um processo de adaptação à revolução tecnológica e às mudanças no mundo do trabalho.

Educação e trabalho

O pensamento geral das escolas técnicas consiste em encontrar um equilíbrio entre dois aspectos: a formação do indivíduo e sua adaptação ao mundo do trabalho. A oferta educativa de um centro de formação profissional não pode ignorar a realidade do mundo do trabalho.

O binômio exposto apresenta todo tipo de desafio. Em primeiro lugar, não é fácil prever quais serão as necessidades do mercado de trabalho para os próximos 10 ou 15 anos. Por outro lado, a formação acadêmica de tipo técnico precisa incorporar programas humanísticos que ofereçam valores e princípios e não apenas habilidades tecnológicas.

Em resumo, os programas formativos das escolas técnicas devem equilibrar três aspectos:

1) os interesses do Estado em relação à formação dos cidadãos;

2) os interesses empresariais;

3) os interesses dos cidadãos.

Imagem: Fotolia. Happy

Relacionados:

  1. Pedagogia Crítica
  2. Bacharelado
  3. Pedagogia
  4. Instituto
  5. Professor Honorário
  6. Educação Especial
  7. Filosofia da Educação
  8. Escola Pública e Escola Privada
  9. Sistema Educativo
  10. Licenciatura