Conceito » Educação » Filologia

Filologia - Conceito, o que é, Significado

A linguagem e todas as suas áreas de conhecimento são estudadas em uma única disciplina: a Filologia. Assim, dentro desta área, há uma ampla gama de ramos e dimensões: fonética, sintaxe, semântica, linguística, gramática, semiótica, pragmática, lexicografia, comentário de textos ou literatura.

Focando no termo filologia, este vem do grego e significa literalmente "amor pelas palavras" (o prefixo philos está relacionado à ideia de amor e o vocábulo logos quer dizer palavra, entre outras coisas).

Os ramos menos conhecidos da Filologia

- A hermenêutica, conhecida também como teoria da interpretação, é responsável por analisar o significado correto de um texto.

- Quando se trata de compreender e interpretar um texto antigo, esta tarefa é da ecdótica.

- A exegese de um texto consiste em explicar as dimensões linguísticas, culturais e históricas relacionadas ao mesmo.

- A epigrafia estuda as inscrições feitas em pedra ou em outros materiais diferentes do papel.

- A paleografia trata do conhecimento das diversas formas de escrita antiga.

- Em relação aos textos estudados e escritos originariamente em papiro, a papirologia é o ramo específico que trata de sua análise.

Os estudos filológicos são uma ferramenta auxiliar da história

Neste sentido, um historiador só pode abordar os fatos do passado se conhece as fontes históricas escritas (esta tarefa é conhecida como heurística).

No universo da filologia existem diversos campos linguísticos e literários: o clássico a partir do grego e do latim, o indo-europeu, o medieval, o semítico, o germânico, o eslavo, entre outros.

Os primeiros filólogos pertenciam à escola alexandrina

A partir do século III a. C, na mítica biblioteca de Alexandria, os eruditos de todas as disciplinas científicas começaram a desenvolver suas pesquisas.

Nesta cidade grega situada ao norte do Egito, os primeiros filólogos começaram a criar uma metodologia para analisar os textos clássicos da literatura grega e da cultura helênica em geral. Entre eles podemos destacar Filetas de Cos, Zenódoto de Éfeso, Aristófanes de Bizâncio e Aristarco de Samotracia.

Os métodos destes estudiosos foram fundamentais para o desenvolvimento da filologia bíblica.

No campo de trabalho

Este tipo de formação tem uma saída natural, a docência. No entanto, existem outras opções profissionais: redator freelance, copywriter, tradutor ou corretor de estilo em um meio de comunicação. Por outro lado, vale destacar que as editoras precisam de leitores qualificados para elaborar relatórios sobre as diferentes formas de criação literária.

Por último, no mundo do jornalismo, os filólogos podem desempenhar diversos tipos de tarefas.

Imagens Fotolia: Siaivo, Maxim Malevich

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: