Conceito » Tecnologia » Machine Learning (Aprendizado de Máquina)

Machine Learning (Aprendizado de Máquina) - Conceito, o que é, Significado

As máquinas são capazes de aprender. Mas isso não tira o sonho das visões apocalípticas de um mundo dominado por robôs que têm escravizado ou exterminado os humanos após "aprender demasiado". E não vamos vagar.

O machine learning consiste em uma disciplina da computação, da qual através de algoritmos de inteligência artificial, os sistemas computacionais são capazes de simular o processo de aprendizagem humana, resolvendo situações e desafios que não haviam sido programados previamente.

Historicamente, os computadores não haviam conseguido fazer nada mais do que aquilo que haviam sido programados para fazer, mas com o gradual aumento da capacidade do hardware permitiu com que fossem mais longe, acompanhados pelos algoritmos de software.

Como é capaz de aprender uma máquina?

O processo de aprendizagem de um sistema informático está baseado na análise de grandes quantidades de dados.

O que faz o software no geral é construir modelos preditivos a partir da análise dos dados, mesmo não modificando sua própria programação, algo que as máquinas ainda não estão preparadas para fazer.

No entanto, de certa forma conceitual, podemos considerar que a construção de modelos é uma espécie de modificação de sua programação base, embora em termos de código fonte não seja realmente assim.

O machine learning ou aprendizado de máquina é um ramo da disciplina da inteligência artificial

Para terminar, vamos dar alguns exemplos do uso de machine learning, começando por um sistema de investimento na bolsa.

Este é capaz de analisar os altos e baixos nas cotações de ações, sem ter sido programado anteriormente para prever determinado cenário, através da análise de um grande número de fatores (cotações das ações de outras empresas, idas e vindas do mercado, investimentos realizados por parte de outros, etc.), pode calcular quando será mais propício comprar e / ou vender determinados títulos.

E o que costuma ser mais importante nestes sistemas é que são capazes de analisar sua própria atuação e "aprender" com seus acertos e erros, "melhorando" seu "desempenho" ao longo do tempo.

Na verdade, não escolhi este exemplo porque sim, mas porque hoje em dia a maioria das operações na bolsa é realizada por programas informáticos deste tipo.

Podemos desfrutar dos benefícios do machine learning em um serviço de música em streaming como Spotify

É verdade que quando ouvimos música no Spotify (ou, eventualmente, em outros serviços online deste tipo), o programa recomenda outros grupos ou músicas de acordo com o que ouvimos? E não é verdade que estas recomendações evoluem à medida que variam nossos hábitos de consumo de música no serviço?

Como o Spotify e outros serviços de música online conseguem fazer isso? Simples: com um sistema de machine learning, que aprende o que gostamos e nos recomenda em função disso.

E quanto mais música e durante quanto mais tempo ouvimos, mais o sistema aprende sobre nossas preferências, portanto, maiores são as possibilidades de acertar suas sugestões.

Imagens Fotolia: Texelart, kyo

Relacionados:

  1. Inteligência Artificial
  2. Programação
  3. Aprender
  4. Dispositivos periféricos
  5. Informática
  6. Vivência
  7. MS-DOS
  8. Técnica de Estudo
  9. Mecanografia / Datilografia
  10. Prêmio Turing