Ciências Factuais - Conceito, o que é, Significado

O conhecimento científico está divido normalmente em dois grandes blocos: as ciências formais e as ciências factuais. As primeiras são todas as disciplinas de tipo abstrato que não tratam dos fatos, como a matemática e a lógica. Já as segundas se referem aos fatos empíricos ou factuais.

Considerações gerais

A biologia, a história, a química, a psicologia e a geologia são disciplinas factuais ou empíricas, pois todas elas estudam fatos ou dados concretos.

A biologia estuda a estrutura simples da matéria (a célula) e a forma como esta unidade básica se desenvolve para formar organismos vivos.

A história se refere a algo concreto, ao conjunto de fatos históricos. A química está focada nos mecanismos moleculares que constituem a realidade.

A psicologia estuda o comportamento humano.

Por último, a geologia descreve os fenômenos que ocorrem nas diversas camadas terrestres.

Consequentemente, estas disciplinas são factuais porque seu objeto de estudo é algo concreto, objetivo e mensurável.

Possuem como referência algum tipo de fenômeno real. Em outras palavras, os seres humanos, os animais e as moléculas são realidades observáveis.

Os fenômenos reais podem ser explicados, previstos, classificados ou descobertos. Neste sentido, as ciências factuais estão sempre relacionadas à experiência.

Ciências factuais versus Ciências formais

Uma fórmula matemática tem validade independentemente da experiência. No entanto, toda fórmula matemática pode ser aplicada a fenômenos reais. Um raciocínio lógico é um conjunto de axiomas e sinais que não têm nada a ver com a realidade material ou com a dimensão temporal dos acontecimentos, pois é uma estrutura formal que pode ser projetada sobre todo tipo de realidade.

As ciências formais são aplicáveis ao mundo empírico e, paralelamente, o empírico é explicável através de uma linguagem formal.

As hipóteses matemáticas são testadas a partir de demonstrações, enquanto que as hipóteses de qualquer disciplina factual são testadas a partir de algum dado empírico. O critério de verdade da matemática é a coerência interna de um raciocínio ou teorema, já o critério de verdade de uma ciência empírica se baseia na evidência dos fatos.

Em resumo, nas ciências formais os raciocínios são demonstrados (por exemplo, o teorema de Pitágoras) e nas ciências factuais as leis são confrontadas com parte da realidade (por exemplo, as leis da herança genética são aplicadas ao conjunto de organismos vivos).

Imagem: Fotolia. Edhar

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: