Conceito » Alimentação » Chá Preto, Vermelho, Verde

Chá Preto, Vermelho, Verde - Conceito, o que é, Significado

Analisamos as três variantes de chá mais valiosas e populares já vistas, além das suas origens e benefícios para a saúde e para o dia a dia. Tudo isso está relacionado ao chá verde, vermelho e preto, cada um com suas peculiaridades que proporcionam personalidades únicas.

Chá Preto

O chá preto é uma variedade de chá obtido da planta Camellia sinensis, a mesmo da obtida no chá verde e no de chá vermelho

No caso do chá preto, isto se consegue através das folhas e caules envelhecidos, o que altera suas propriedades e os seus efeitos no organismo, além do seu aspecto e sabor.

Este tipo de chá teve sua origem na China, foi adotado pelos britânicos que o incluíram como parte importante da sua cultura e o introduziram no Sri Lanka e na Índia. Neste último se obteve uma variedade de chá preto conhecido como chá Darjeeling, considerado pelos especialistas como a melhor variedade de chá preto do mundo.

O chá preto possui um potente efeito estimulante

Um dos principais efeitos do chá preto é sua capacidade de estimular a atividade mental, resultando em maior estado de alerta e atividade intelectual. Isso se relaciona ao fato de que o chá preto contém mais cafeína que outras variedades de chá.

A razão disso reside no processo que sofrem as folhas até que sejam convertidas em chá pronto para o consumo. Além do tradicional processamento que permite secar e murchar as folhas estão sujeitas a um ambiente com temperatura controlada e umidade controlada, permitindo efetuar a oxidação de vários componentes presentes na folha e fazendo com que se originem novos compostos para oferecer diversas qualidades de chá.

Efeitos do chá preto sobre a saúde

O chá preto é parte da farmacopeia da medicina tradicional chinesa. Durante anos, foi usado na prevenção de várias doenças, assim como para estimular a atividade mental e favorecer o estado de alerta.

Um efeito importante é sua capacidade de reduzir os níveis de colesterol no sangue, ajudando a aumentar a pressão arterial em pessoas que apresentam pressão arterial baixa, melhorando a circulação cerebral nestes casos.

Vários estudos confirmaram o efeito do chá preto nas paredes das artérias, sendo evidente que reduzem o risco de aumento e endurecimento da parede das artérias que caracterizam certos distúrbios como a aterosclerose. Foi observado também em pessoas que sofreram infartos cardíacos, as que tinham o hábito de tomar chá preto regularmente tiveram menor risco de morte devido a esses acontecimentos.

Também há benefícios do chá preto sobre o metabolismo, caracterizados por uma diminuição do risco de desenvolver distúrbios como a osteoporose, assim como o surgimento das pedras nos rins.

Chá Vermelho

O chá vermelho é um tipo de chá derivado das folhas da árvore Camellia sinensi, a mesma que procede do chá verde

Ambas estão submetidas a um tipo de processamento que pode também variar as propriedades desta planta.

É originário do sul da China, país onde é conhecido como Pu-erh desde as épocas milenárias, uma vez que esse foi seu lugar de origem aproximadamente a uns quatro mil anos, sendo muito apreciado entre seus imperadores e pela nobreza por causa de suas propriedades medicinais.

Chá vermelho, um chá envelhecido

Inicialmente as folhas deste tipo de chá são da cor verde. Uma vez cultivadas são comprimidas e secadas em lugares cavernosos, por onde permanecem durante muitos anos e se submetem a uma série de processos artesanais para que possam ser modificadas e assim atingir a maturação que culmina na fermentação das folhas, fazendo com que elas mudem de cor para um tom vermelho escuro. Esta mudança de cor pode ser obtida quando o chá atinge de cinquenta a sessenta anos neste processo.

Uma vez pronto para o consumo ele é embalado de forma comprimida e embrulhado num papel em forma de pequenos tijolos. Até o momento de sua utilização é possível continuar no processo de fermentação, desde que seja conservado em local fresco com baixa umidade e longe do sol.

Da mesma forma que acontece com outros tipos de chá, deve ser colocado em água perto do ponto de ebulição, desde que não seja fervido; após isso é preciso cobri-lo e deixar repousar durante alguns minutos antes de ser ingerido.

O chá vermelho goza de uma grande variedade de qualidades

Este chá tem uma composição rica em antioxidantes, predominantemente do tipo flavonoide conhecido como catequina, com baixa quantidade de componentes presentes em outro tipo de chá, como a cafeína e o tanino.

Sua utilização está associada a efeitos benéficos principalmente do tipo metabólico. Tem um efeito de queima de gordura, o que faz diminuir o peso corporal e reduzir os níveis de colesterol no sangue, além disso, diminui a resistência à insulina por ter um efeito protetor sobre o fígado. Estes efeitos ajudam a prevenir a hipertensão arterial e suas complicações como a insuficiência cardíaca e os acidentes cerebrovasculares.

Além disso, o chá vermelho tem um efeito benéfico sobre o sistema imunitário, levando-o a desenvolver resistência tanto nas infecções como em vários tipos de tumores.

Seu efeito sobre o aparelho circulatório é responsável também pela melhora na função sexual masculina.

Chá Verde

O chá verde é uma bebida de origem asiática que tem crescido em popularidade em todo o mundo nos últimos tempos por causa dos seus grandes benefícios para a saúde

Pode ser obtido a partir da planta Camellia sinensis, distribuída principalmente na China, Vietnã e Japão. Estas culturas giravam em torno do chá, sendo protagonista de importantes rituais e cerimônias em sua honra. Hoje em dia, é possível obtê-lo como folhas secas para uso como infusão, chá gelado, inclusive embalado e processado como suplemento nutricional.

Polifenoles, a essência do chá verde

O chá verde é rico em polifenóis, consistem em moléculas relacionadas aos flavonoides, substâncias amplamente conhecidas por seus efeitos antioxidantes.

Um dos polifenóis mais abundantes no chá verde é o epigalocatequina galatae, que tem a capacidade de inibir alguns processos relacionados ao metabolismo dos ácidos gordos que ajuda a reduzir a gordura corporal, fato que além de melhorar o aspecto estético do indivíduo protege o aparelho cardiovascular.

Estas substâncias também são capazes de melhorar o funcionamento do sistema nervoso por vários mecanismos. Por um lado, a produção de alguns neurotransmissores, particularmente a serotonina e a dopamina relacionados com a sensação de bem-estar, alegria e ansiedade. Por outro lado, foi mostrado que o chá verde é capaz de favorecer o desenvolvimento de novas conexões entre os neurônios, o que se relaciona com a memória e a capacidade de aprendizagem. Este último está relacionado ao fato de que as pessoas que consomem regularmente este tipo de chá possuem menos risco de desenvolver doenças degenerativas do sistema nervoso, como Parkinson e o Alzheimer.

Todos estes efeitos descritos contribuem para que haja um menor risco de desenvolver das principais doenças crônicas que afetam o mundo ocidental, tais como as doenças cardiovasculares (hipertensão, aterosclerose, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais), problemas metabólicos como a resistência à insulina e à diabetes ou até mesmo o câncer, que finalmente explica por que o chá verde é capaz de aumentar a longevidade.

A proporção de polifenóis não é a mesma em todas as apresentações do chá verde

Foi observado que há diferenças nas concentrações dos componentes de chá verde entre suas várias apresentações, especialmente as que são engarrafadas.

O processamento de chá verde pode reduzir sua quantidade de antioxidantes, por isso é uma boa escolha optar pelo chá natural preparado em casa.

A forma ideal de preparar a infusão é adicionar água fervente em uma xícara ou recipiente na qual foram colocadas anteriormente as folhas de chá. A medida certa é uma colher de chá a cada xícara de água, em seguida, mexer e deixar esfriar um pouco se for tomar quente; também pode ser colocado na geladeira se prefere tomar frio. Mas se quiser aumentar a potência de antioxidante deve adicionar algumas gotas de limão, já que a vitamina C ajuda a assimilar melhor os polifenóis.

Imagens: Fotolia. hetmanstock2 - NinaMalyna - 2207918

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: