Conceito » Alimentação » Superalimento

Superalimento - Conceito, o que é, Significado

Os alimentos que consumimos diariamente têm uma série de nutrientes. Estão divididos em dois grandes blocos: os macronutrientes e os micronutrientes. Os primeiros são as proteínas, os carboidratos e as gorduras. Os segundos são as vitaminas e os minerais. Tanto uns como os outros proporcionam energia necessária para a sobrevivência. Alguns alimentos contêm um número elevado de nutrientes e por este motivo é usado o termo superalimento.

Todos os superalimentos estão integrados ao mundo vegetal, aos cereais e às frutas

- A quinoa é um carboidrato altamente valorizado para tratar problemas de desnutrição, uma vez que contém alto valor energético. Este superalimento é também útil para as pessoas que apresentam deficiência de ferro ou de vitamina B.

- A spirulina é uma microalga que contém mais proteínas que a carne. Por outro lado, possui vitaminas, minerais e ácidos graxos essenciais. Os especialistas em nutrição consideram um superalimento porque seu consumo habitual pode combater os problemas de desnutrição.

- As folhas de moringa contêm vitaminas, minerais e aminoácidos essenciais. Assim, 100 gramas de moringa seca contêm dez vezes a vitamina A das cenouras ou quinze vezes o potássio das bananas.

- O kiwi tem mais vitamina C que a laranja e o mesmo nível de potássio que a banana. Ao mesmo tempo, é um alimento com poucas calorias. Seus benefícios para a saúde são diversos, pois ajuda a prevenir doenças respiratórias e reduzir os distúrbios do sono.

- O alho é um nutriente altamente valorizado por vários motivos: melhora a circulação sanguínea, ajuda a eliminação de líquidos e é um remédio antibacteriano.

- Outros alimentos com alto valor nutricional são os seguintes: o azeite de oliva, o leite de coco, a chia e a espelta.

Em resumo, os alimentos indicados acima são superalimentos porque contêm valores significativos relacionados às gorduras saudáveis, aos antioxidantes, aos minerais e às vitaminas.

A ingestão na dieta proporciona melhoria para a saúde

Os especialistas em nutrição enfatizam uma ideia: os superalimentos não devem ser interpretados como substâncias milagrosas. Neste sentido, seu valor nutricional não pode substituir uma dieta equilibrada. Assim mesmo, é aconselhável reduzir ao máximo o consumo de alimentos processados.

Imagem: Fotolia. Roi_and_Roi

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: