Cultura - Conceito, o que é, Significado

A cultura é o conjunto de formas e expressões que caracterizam determinada sociedade no tempo. Pelo conjunto de formas e expressões, entende-se e inclui os costumes, as crenças, as práticas comuns, regras, normas, códigos, vestimentas, religiões, rituais e maneiras de ser que predominam na maioria das pessoas que a integram. O termo cultura tem um significado bem amplo e com inúmeros significados. O mesmo acontece com as palavras ciência, conhecimento e fé, vocábulos específicos com diversas avaliações e sentidos.

Ao mencionar a palavra cultura se refere a um amplo conjunto de conhecimentos relacionados à determinada área. Pode-se falar da cultura de uma pessoa, de um grêmio ou de um grupo, também como ideia que se refere a uma totalidade de valores compartilhados por uma comunidade.

Pode-se dizer que um indivíduo tem ampla cultura quando manifesta diversos conhecimentos em assuntos variados: esporte, literatura, direito, medicina, etc.

A variedade de culturas assim como do variado universo de formas e expressões que estas assumem, é matéria de estudo principalmente de disciplinas como sociologia e antropologia

Para ilustrar um exemplo mencionado acima, a festa que acontece após a obtenção de um campeonato de futebol é geralmente uma das mais observadas em várias culturas latinas e europeias.

Quando se utiliza a noção de cultura dentro de uma profissão (por exemplo, a medicina), estamos falando de uma cultura médica, isto é, o conjunto de conhecimentos, métodos e vocabulário próprio desta atividade profissional.

No contexto de uma comunidade de pessoas, a cultura é aplicada em um sentido geral para fazer menção as ideias, valores, crenças e tradições que a formam. Isto é o que acontece quando nos referimos à cultura romana, grega ou escandinava.

De modo geral, a cultura não é uma realidade acabada, mas sim totalmente dinâmica e mutante

Na cultura ocidental, todos os seus elementos se modificam ao longo do tempo, produzindo um fenômeno de fusão entre as culturas. Este fenômeno é muito comum e acontece quando duas abordagens ou visões culturais estão relacionadas (vamos pensar no Ocidente e no Oriente), provocando como resultado final uma síntese entre as duas visões do mundo.

Quanto à origem da palavra e como resultado de sua utilização final, o termo cultura se remonta à Idade Média, quando era usado para referir ao cultivo da terra e do gado, já que provém do latim cultus que significa cuidado com o campo e o gado, no entanto, no século XVIII ou Século das Luzes, como também era chamado, nasce em muitos uma profunda vocação pelo cultivo do pensamento, imediatamente o termo se transforma num sentido figurado de cultivar o espírito.

A cultura tem seus próprios lugares como centros ou instituições que são desenvolvidos

Os museus, as escolas e as bibliotecas são locais especializados em cultura, onde as pessoas aprendem e exercitam para atingir certo nível de conhecimento.

O valor e a importância da cultura são indiscutíveis. Há um consenso global sobre sua relevância. De fato, quando uma cidade tem uma elevada taxa de analfabetismo ou falta de escolas, há um problema social evidente. A falta de conhecimento ou a pobreza fazem parte da não-cultura. A fronteira entre ambas é difícil de determinar, pois exige uma avaliação subjetiva e sujeita ao debate e discussão.

A cultura tem um aspecto simples e cotidiano quando é de caráter popular. E adquire um nível superior se for uma cultura especializada. De qualquer forma, não podemos viver sem cultura, já vivemos nela.

Imagens: Fotolia. filipefrazao - kerkezz

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: