Conceito » Alemanha Nazista

Alemanha Nazista - Conceito, o que é, Significado

De 1933 a 1945 a Alemanha foi governada por Adolf Hitler, o líder do Partido Nacional-Socialista, também conhecido como Partido Nazista. Durante este período, a Alemanha provocou a Segunda Guerra Mundial e protagonizou um dos episódios mais dramáticos da história da humanidade, o extermínio de milhões de judeus.

Principais fatos para entender a Alemanha Nazista

O Partido Nazista colocou em prática um sistema de propaganda poderoso para controlar a opinião pública alemã. Neste sentido, os judeus foram considerados culpados pela crise econômica que o país atravessava no início da década de 1930 e de maneira sistemática o responsável por essa propaganda nazista (Joseph Goebbels) ativou uma intensa campanha antissemita.

O governo nazista controlava as manifestações artísticas, manipulava os meios de comunicação e empregava o esporte de massa para entreter e distrair o conjunto da sociedade (os Jogos Olímpicos de 1936 em Berlim foram uma demonstração neste sentido).

Da mesma maneira que a União Soviética de Stalin e a China de Mao, a figura de Adolf Hitler na Alemanha Nazista foi reverenciada por toda a sociedade. Este fenômeno é conhecido como culto à personalidade. Para os alemães, Hitler não era apenas um governante, mas sim um líder o um guia para o povo (fuhrer em alemão).

O partido nazista propagou a teoria da supremacia racial ariana (doutrina, tida como herética pelo Cristianismo histórico e ortodoxo) e através desta abordagem pseudocientífica já havia uma justificativa teórica para classificar a população e exterminar todos os grupos sociais considerados inferiores. Assim, a perseguição aos judeus, ciganos e homossexuais se baseou nesta teoria racista.

A popularidade dos nazistas na Alemanha foi um fenômeno complexo, mas que recuperou grande parte da economia do país.

Nos anos anteriores ao nazismo, a Alemanha tinha uma taxa de desemprego superior a 40%, havia hiperinflação e o estado alemão tinha que pagar uma dívida milionária por causa dos reparos da Primeira Guerra Mundial

As eleições de 1933 foram ganhas pelo partido nazista com um lema contundente: pão e trabalho. Em poucos anos pôde reduzir drasticamente o desemprego e a inflação.

Para cumprir suas promessas Hitler adotou medidas que logo propiciaram a recuperação econômica do país.

1) deixou de pagar a dívida para reparar o país pós-guerra e investiu dinheiro em grandes infraestruturas;

2) como consequência de tudo isso, reduziu o alto nível de desemprego;

3) os bens dos judeus foram expropriados massivamente pelo estado.

No contexto global de uma profunda crise econômica provocada pela Grande Depressão, a Alemanha viveu alguns anos de recuperação econômica e ilusão generalizada. Naturalmente, o clima de otimismo foi decaindo aos poucos quando o país iniciou sua expansão pela Europa e o povo alemão entrou de vez em mais uma Guerra Mundial.

Imagem: Fotolia. Berchtesgaden - zatletic

Relacionados:

  1. Noite dos Cristais Quebrados
  2. Noite das Facas Longas
  3. Solução Final (Genocídio)
  4. Deportação
  5. Julgamentos de Nuremberg
  6. Auschwitz
  7. Gestapo
  8. Fascismo
  9. Genocídio
  10. Operação Valquíria