Guia Turístico - Conceito, o que é, Significado

O turista pode precisar de uma ferramenta informativa de grande utilidade para seus deslocamentos: um guia turístico. Trata-se de um livro na qual é possível encontrar qualquer tipo de dado relacionado ao destino escolhido. Assim, o conteúdo dos guias turísticos incorpora informação variada sobre museus, patrimônio cultural, restaurantes, espetáculos, horários, transportes, moeda, tradições locais, recomendações práticas para o viajante, enfim, tudo aquilo que pode ser útil para o turista.

Nos últimos anos estes guias foram adaptados à revolução tecnológica e assim os viajantes passaram a utilizar certos aplicativos em seus dispositivos móveis para consultar informação sobre o local que está visitando

Tanto sua versão em papel como digital servem para resolver problemas e orientar o viajante em suas necessidades de maneira fácil e prática.

Na verdade, quando consultamos um guia, nos deparamos com os seguintes títulos: onde comer, como chegar a determinado lugar, como economizar, onde dormir, etc. Deve-se levar em contar que normalmente o turista dispõe de pouco tempo para visitar um destino e assim o guia se torna um alívio para aproveitar o maior tempo disponível.

O livro de viagens, uma alternativa aos clássicos guias

Os guias turísticos possuem informação objetiva, já os livros de viagens contam vivências sobre o lugar. Neste sentido, muitos viajantes preferem orientação por uma obra literária e a partir disso adquirir uma nova dimensão. A literatura de viagens tem ingredientes históricos e biográficos, isso faz com que o viajante-leitor tenha uma experiência diferente do turista tradicional.

A profissão de guia turístico

Nos países com tradição turística é possível formar-se academicamente como um guia de turismo. Este profissional possui os mesmos conhecimentos que um livro guia tem para transmitir aos turistas, mas, além disso, incorpora o fator humano. Desta maneira, o guia comenta a história de um lugar, assim como resolve dúvidas e imprevistos, enfim, contribui com seus conhecimentos para que o turista tenha uma experiência completa sobre a viagem.

Qualidades para ser um bom guia de turismo

O guia turístico deve ser um bom comunicador e, ao mesmo tempo, um profundo conhecedor da história de um lugar. Quando faz uma descrição, por exemplo, de um edifício público precisa saber quem, quando e porque foi construído.

Quando acompanha um grupo em um mercado local deve assessorar sobre os produtos disponíveis para adquirir e quais os preços mais aconselháveis. Por outro lado, precisa alertar seu grupo sobre as dificuldades que pode encontrar na viagem, por exemplo, as áreas mais perigosas e as possíveis fraudes que podem passar.

Imagem: Fotolia. ellagrin

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: