Guerra das Castas - Conceito, o que é, Significado

Quando o México conquistou a independência da Coroa Espanhola, os povos maias da península de Yucatán viviam em uma situação de pobreza e marginalização. Este fato não mudou nas décadas seguintes, na verdade, as terras cultivadas eram trabalhadas sem arados e a única força empregada eram os braços.

Com o passar do tempo, as terras e os montes das comunidades maias acabaram nas mãos dos fazendeiros crioulos ou brancos. Paralelamente, os povos maias continuavam submetidos ao plano cultural e religioso.

Os nativos de Yucatán trabalhavam em condições de submissão para um fazendeiro e este lhes obrigava a adquirir seus produtos em seus próprios estabelecimentos a um preço exorbitante. Em resumo, os maias viviam dentro de um contexto de pobreza e desigualdade social.

A insurreição armada foi mantida por mais de 50 anos

Os nativos maias tomaram as armas dos colonizadores brancos e crioulos em julho de 1847. O primeiro levantamento armado ocorreu na cidade de Culumpich, a 40 quilômetros de Valladolid. O líder da revolução foi preso e posteriormente enforcado em praça pública.

Os líderes indígenas continuaram sua luta e chegaram a dominar a parte oriental da península de Yucatán. No entanto, devido às fortes chuvas de julho e agosto, os maias abandonaram os postos militares e regressaram ao trabalho em suas terras. Pode-se afirmar que seus costumes e rituais foram mais fortes que a sede de vingança.

O governo do México apoiou os fazendeiros para que pudessem combater os rebeldes e desta maneira recuperar várias localidades inicialmente perdidas pela ocupação maia

No entanto, o governo oficial de Yucatán esteve permanentemente ameaçado pelos rebeldes maias, por este motivo pediram apoio militar a várias nações, entre elas a Espanha, os Estados Unidos, Cuba e Jamaica.

Por sua vez, os maias tentaram negociar propondo o cultivo do milho em terras áridas sem a necessidade de realizar qualquer tipo de pagamento.

Inicialmente a proposta indígena foi aceita e um tratado de paz acordado, mas alguns líderes maias se negaram a firmar a paz e novamente começaram as hostilidades. As lutas continuaram até que em 1901 as tropas federais ocuparam o último reduto maia, a cidade de Chan Santa Cruz.

Principais consequências e o uso inapropriado da palavra casta para descrever o conflito

A população de Yucatán foi significativamente reduzida, tanto pelas baixas militares como pelas doenças ou movimentos migratórios. Por outro lado, várias localidades maias foram totalmente devastadas, assim como ocorreu o desaparecimento da incipiente indústria açucareira.

Em relação ao conceito "castas" usado pelos cronistas do conflito, o mesmo tem sido questionado, pois não se encaixa com a realidade dos fatos. Neste sentido, na Península de Yucatán não havia nenhum sistema de castas, simplesmente um povo submisso.

Imagem: Fotolia. mardoz

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: