Conceito » História » Guerra do Rife

Guerra do Rife - Conceito, o que é, Significado

A região do Rife se encontra ao norte de Marrocos. Este território foi um protetorado da Espanha desde o início do século XX até a década de 1950. Os habitantes desta região, os rifenhos de origem berbere, rebelaram-se contra o domínio estrangeiro e durante 20 anos houve a chamada Guerra do Rife, também conhecida com outras denominações: Segunda Guerra de Marrocos ou Guerra da África.

A origem deste conflito começou em 1904, quando a Espanha decidiu ocupar a região do Rife para recuperar o prestígio nacional após o fracasso da perda das colônias de Cuba, Porto Rico e Filipinas, em 1898.

Como na maioria dos conflitos armados, neste também havia interesses econômicos, já que no norte de Marrocos havia minas de ferro e outros metais. O conde de Romanones, uma das maiores fortunas da Espanha, era quem tinha a concessão das minas. As cabilas rifenhas não aceitavam o controle econômico de sua região e em 1908 começaram os primeiros atos de rebeldia.

As fases do conflito bélico

Em uma primeira fase, as tropas espanholas se fixaram no território do Rife. Em 1909, o exército espanhol sofreu uma dura e amarga derrota, conhecida como "Desastre do Barranco do Lobo", local muito próximo à cidade de Melilla.

Numa segunda fase, os espanhóis tentaram criar e manter postos de controle, os chamados blocausses (pequenas fortificações projetadas para serem desmontadas com rapidez). Estas áreas estratégicas eram assaltadas periodicamente pela guerrilha rifenha, liderada por Abd el-Krim.

Em 1921, iniciou-se uma nova fase de guerra aberta que teve como principal consequência o chamado "Desastre de Anual". Nesta batalha, os rifenhos provocaram uma nova derrota ao exército espanhol. Após este episódio, uma profunda crise política foi desencadeada na Espanha, ocasionando uma nova fase ditatorial liderada por Miguel Primo de Rivera.

A Guerra do Rife não foi um confronto militar convencional entre dois exércitos de características similares. Enquanto as tropas espanholas eram compostas por soldados de substituição mal equipados, os rifenhos se organizavam em grupos guerrilheiros que conheciam perfeitamente o território e isso lhe permitia desestabilizar as linhas inimigas com ataques surpresa.

Oficialmente a Guerra do Rife terminou em 1927 e o protetorado espanhol acabou em 1956.

Em 1924, os exércitos espanhol e francês se aliaram e em 1925 ocorreu o "Desembarque de Alhucemas". O coronel Francisco Franco participou ativamente desta operação e uma década depois liderou a insurreição militar contra a Segunda República.

O desembarque estabeleceu a manobra definitiva que provocou o fim da Guerra do Rife e o consequente controle espanhol sobre este território.

O balanço final da guerra foi paradoxal, uma vez que a Espanha conseguiu impor-se militarmente, mas a um preço muito alto (calcular-se que mais de 26.000 soldados perderam a vida).

Em 1956, os diversos territórios que formavam a região do Rife foram integrados ao Reino de Marrocos.

Imagens: Fotolia. Juergen - Josemad

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: