Conceito » História » Guerra do Pacífico

Guerra do Pacífico - Conceito, o que é, Significado

Entre os anos 1879 e 1883, desenvolveu-se a Guerra do Pacífico, conhecida também como Guerra do Salitre, Guerra do Guano ou Guerra dos 10 centavos. Nela havia dos lados que se confrontavam: Chile contra as nações aliadas Peru e Bolívia.

No entanto, a Grã-Bretanha se tornou a grande vencedora do conflito, uma vez que após a vitória chilena as empresas britânicas assumiram o controle da extração de minerais em Tarapacá.

Antecedentes e conflito armado

Peru, Bolívia e Chile exploravam o comércio de salitre, uma substância muito apreciada, pois serve como fertilizante e é utilizada na fabricação da pólvora. O governo chileno propôs ao boliviano a exploração do salitre em troca do recebimento de um imposto, sendo que a Bolívia aceitou a proposta. No entanto, a Bolívia temia que o Chile continuasse com o controle absoluto do salitre e por este motivo fez uma aliança secreta e defensiva com o Peru em 1873.

O objetivo da aliança entre Peru e Bolívia era impor novas fronteiras entre o Chile e Bolívia, uma vez que ambas as nações discordavam sobre os limites de seu território.

Por último, em 1878, o governo boliviano aumentou os impostos em dez centavos por quintal de salitre, mas o Chile se recusou a pagar.

Diante desse desencontro fronteiriço e pelo controle do salitre, em fevereiro de 1879 o Chile enviou tropas para ocupar o território boliviano de Antofagasta (o exército chileno contou com o apoio financeiro e logístico dos britânicos).

A Bolívia reagiu com uma estratégia dupla: a declaração de guerra contra o Chile e uma aliança militar com o Peru.

A resposta chilena foi imediata declarando guerra tanto à Bolívia como ao Peru, iniciando assim a Guerra do Pacífico.

A guerra começou com as batalhas navais e posteriormente continuou com as terrestres. Após sangrentas batalhas, o Chile se apoderou do litoral de Antofagasta e a Bolívia perdeu sua saída para o mar.

Durante a guerra, o Chile recuperou o controle do salitre e esta circunstância fez com que as condições econômicas do país permitissem continuar o confronto armado. As tropas chilenas foram se impondo aos poucos tanto no território boliviano como no peruano (o exército chileno chegou a ocupar a cidade de Lima durante dois anos).

As consequências do conflito ainda estão presentes

O domínio militar chileno terminou com o Tratado de Ancón em 1883. As consequências diretas da Guerra do Pacífico foram as seguintes:

1) O Peru perdeu o território de Tarapacá e Arica e em troca as tropas chilenas abandonaram a cidade de Lima.

2) A Bolívia perdeu uma província marítima que incluía os portos de Antofagasta e Cobija, traumatizando o conjunto da sociedade.

3) O Chile expandiu seus territórios em até 180.000 quilômetros quadrados.

4) O controle dos depósitos minerais adquirido pelo Chile acabou nas mãos de empresas britânicas (para alguns historiadores a Grã-Bretanha foi a autêntica vencedora da Guerra do Pacífico).

5) O Peru iniciou um período de instabilidade política levando-o finalmente a uma guerra civil.

Ao longo dos séculos XX e XXI, os governos chileno e boliviano continuam expressando suas discordâncias em relação às consequências da Guerra do Pacífico.

Imagem: Fotolia. JeremyRichards

Relacionados:

  1. Bolívia
  2. Guerra dos Sete Anos
  3. Aliança do Pacífico
  4. ALADI
  5. Bélico
  6. Golpismo
  7. Crime de Guerra
  8. Guerra dos Mil Dias
  9. Guerra Fria
  10. Guerra do Rife