Conceito » Educação » Funções Sintáticas

Funções Sintáticas - Conceito, o que é, Significado

Os sintagmas que fazem parte de uma oração apresentam diferentes funções específicas. Assim, cada tipo de sintagma ou parte de uma oração corresponde a uma determinada função. Existem três funções principais: sujeito, predicado e complementos.

As funções sintáticas expressam o tipo de concordância que há nas palavras e que estão agrupadas nos sintagmas.

As principais funções sintáticas e alguns exemplos

O sintagma nominal pode desempenhar várias funções. Uma delas é de sujeito, como acontece na frase a seguir "Seu vizinho lhe chamou antes". Na oração "Desenho duas faces" o sintagma nominal funciona como complemento direto. E na frase "Chegará esta tarde" o nominal é um complemento circunstancial de tempo.

O verbal tem uma função específica: de predicado.

O adverbial pode atuar como complemento circunstancial de lugar ou de tempo ou então como um atributo.

O sintagma adjetival tem duas possíveis funções: como atributo ou como complemento predicativo (por exemplo, "as águas descem turvas").

A preposicional apresenta várias funções diferenciadas: complemento direto ("Observou seu amigo na praia"), complemento indireto ("Entregou a mochila a seu tio") ou complemento circunstancial ("Foi para a praia").

A função sintática de atributo comunica uma propriedade ou qualidade de alguém ("Juan Gris foi um grande pintor"). O complemento direto tem como função especificar e limitar o significado do verbo ("Manuel viu um automóvel").

O complemento circunstancial é uma função sintática que fornece informações secundárias em uma oração ("Seu filho canta no quintal"). São três os sintagmas que podem desempenhar esta função: o sintagma preposicional, o sintagma adverbial e o sintagma nominal.

A análise sintática

A linguística é a disciplina que estuda a língua e todas suas estruturas ou sistemas: fonética, morfologia, lexicologia, semântica e sintaxe. Na sintaxe, realiza-se a conhecida análise sintática.

Em toda análise sintática de uma oração existem dois níveis diferenciados. Em um nível superior são analisadas as funções oracionais e num nível inferior estão as funções sintagmáticas, ou seja, as funções internas dos sintagmas.

De qualquer forma, este tipo de análise permite definir qual função sintática tem cada uma das palavras que formam uma oração.

O primeiro passo na hora de fazer a análise sintática de uma oração é diferenciar o sujeito do predicado. Para reconhecer o sujeito é preciso perguntar ao verbo quem realiza a ação. Já para identificar o predicado de uma oração é preciso perguntar sobre o que diz o sujeito.

Imagem: Fotolia. lizabarbiza

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: