Conceito » Educação » Estudar e Trabalhar

Estudar e Trabalhar - Conceito, o que é, Significado

O binômio estudo-trabalho está sujeito a diversas circunstâncias, das quais podemos destacar três: 1) na fase universitária, alguns estudantes têm uma atividade de trabalho complementar; 2) na fase adulta, há pessoas que trabalham com regularidade, mas precisam de formação contínua e por isso não deixam de estudar; 3) na denominada terceira idade, há pessoas que pelo fato de não terem obrigações trabalhistas decidem aprender coisas novas e optam pelo estudo.

Trabalhar e estudar durante o período de formação universitária

Esta fórmula é muito usada no mundo inteiro, já que os estudos universitários são caros e nem todos os pais podem pagar com normalidade. Desta maneira, alguns universitários que têm recursos limitados compatibilizam seus estudos com alguma atividade de trabalho secundária.

É comum entre os estudantes ganhar um dinheiro extra com aulas particulares, aplicando pesquisas, trabalhando durante o período de férias ou nos fins de semana em algum estabelecimento de comida rápida. Esta opção tem uma vantagem e um inconveniente: permite ao estudante manter uma série de despesas, mas por outro lado este tempo invertido repercute de maneira negativa nos estudos.

Trabalhar e estudar na vida adulta

Certas profissões exigem uma formação permanente. Por exemplo, um médico, um advogado ou arquiteto precisam renovar seus conhecimentos ao longo de sua carreira profissional. Para isso, necessita estudar em duplo sentido: para enfrentar os desafios de sua profissão e de maneira oficial (por exemplo, participando de congressos especializados) para atualizar conhecimentos e adquirir novas habilidades. Deve-se destacar que o profissional que não estiver em dia deixa de ser competitivo no mercado de trabalho.

O prazer de estudar quando não precisa trabalhar

O conhecimento e a cultura em geral podem ser uma fonte de satisfação pessoal. A motivação de estudar não deve estar relacionada com o trabalho ou com as necessidades econômicas. Na verdade, estudar uma disciplina é algo estimulante em vários sentidos: como desafio pessoal, como forma de saciar a curiosidade inata ou como uma maneira de manter-se ativo intelectualmente.

Na atualidade são muitas as universidades que têm programas dirigidos aos idosos. Estes estudantes têm um mérito especial, pois não estudam porque precisam e sim pelo simples prazer de estudar.

Imagem: Fotolia - mast3r

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: