Controle do Tráfego Aéreo - Conceito, o que é, Significado

Todos os dias milhares de aviões transitam pelos céus transportando milhões de passageiros. Para que isso seja possível é necessário um controle rigoroso do tráfego aéreo. Os profissionais que realizam esta atividade são os controladores de tráfego aéreo. Calcula-se que haja cerca de 90.000 voos comerciais por dia em todo o planeta, o que significa que meio milhão de pessoas viaja de avião.

Um pouco de história

Durante as primeiras décadas da história da aviação o número de voos era muito pequeno, consequentemente, não era necessário organizar o espaço aéreo. Os pilotos navegavam como se fossem marinheiros, utilizando uma bússola e um relógio. Até a década de 1930 não havia um controle generalizado sobre o tráfego de aeronaves. Gradualmente, um sistema internacional de controle aéreo foi criado com o objetivo de evitar qualquer tipo de acidente.

Foi durante a Segunda Guerra Mundial que se introduziu um sistema de radar para conhecer a localização dos aviões no espaço. Os radares emitem ondas que são refletidas nos aparelhos voadores. O eco detectado pelas antenas dos radares permite determinar com precisão a posição da aeronave. Este sistema foi aperfeiçoado na década de 1960 com um radar mais sofisticado que permite conhecer mais informação sobre o avião, como a velocidade, a altitude e a identificação da aeronave.

Uma atividade complexa

O tráfego aéreo tem uma ampla rede de controle que cobre praticamente todo o planeta. Logicamente, os centros de controle de operações realizam uma atividade complexa. Assim, os reguladores de voo preparam os planos para especificar o melhor caminho a seguir.

Na aeronáutica as rotas empregadas não são em linha reta, uma vez que há uma série de parâmetros que devem ser levados em conta para que os voos sejam cômodos e seguros para os passageiros (entre os indicadores que devem ser levados em conta para garantir a segurança se destacam as turbulências que surgem na trajetória de um avião).

Um trabalho de grande responsabilidade

As vidas de milhões de passageiros dependem dos controladores. Estes profissionais executam os planos de voo, dos quais são transferidos para os pilotos. Desta maneira, controladores e pilotos lidam com a mesma informação.

A maioria dos controladores de tráfego aéreo não tem um horário regular. Cada profissional é responsável normalmente por uma função, como pelos pousos e decolagens dos aviões. Devem supervisionar as distâncias e o tempo de atuação das aeronaves.

Por outro lado, é preciso controlar os movimentos das aeronaves em terra (esta função é executada pelo controlador de rolamento). Quando um profissional atua de forma ineficiente os atrasos aumentam.

Quando há emergências ou situações de risco, estes profissionais devem tomar decisões em poucos segundos.

Imagem: Fotolia. Paul

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: