Categoria - Conceito, o que é, Significado

A palavra categoria admite diversas significados. Em primeiro lugar é possível falar de categoria como cada uma das classes que se dividem as ideias e os conceitos. Além disso, o termo categoria serve para fazer divisões em grupos de acordo com as características comuns que possuem relacionadas aos elementos que a compõe.

A categoria, portanto, é um elemento utilizado principalmente para classificar e facilitar a ordem dos grupos que apresentam qualidades homogêneas. Dentro das diversas categorias estabelecidas em uma matéria, pode haver algumas que estejam inclusas em outras através de um sistema hierárquico. Este seria o caso das subcategorias.

Por outro lado, no campo da filosofia, as categorias fazem parte do raciocínio de Kant, em que cada um dos conceitos fundamentais é dividido por puro conhecimento.

Teoria das categorias

Seguindo esta lógica, é possível aprofundar o uso do termo categoria ao mundo da filosofia graças à teoria das categorias. Esta teoria tem seu maior ponto de interesse no fato de que permite abordar o problema do conhecimento a partir de uma perspectiva diferente.

Enquanto que para o pensamento metafísico, personificado pelas ideias de Aristóteles, as categorias são consideradas representações das qualidades objetivas que formam um elemento, ou seja, são as propriedades gerais dos objetos; a teoria de Kant afirma que as categorias são formas prioritárias da consciência, ou seja, são puras determinações do pensamento. O primeiro conceito de uma categoria é, portanto, realista e objetivo, sendo o segundo prioritário e idealista.

Ao longo da história da filosofia o que se procurou foi classificar as categorias em inúmeras ocasiões

Aristóteles chegou a distinguir dez tipos de categorias diferentes para definir um ser. Estas categorias eram as seguintes: substância, qualidade, relação, lugar, tempo, posição, estado, ação e paixão.

Em relação à substância (do ser humano), Descartes definiu a mesma como aquilo que não necessita de nada para ser e cuja única aplicação é a absoluta.

Posteriormente, Kant mudaria completamente esta forma de ver a consciência ao abordar a existência de várias categorias como se fossem julgamentos, seja em relação à quantidade, à qualidade, à modalidade ou entre as ideias representadas.

Esta maneira de abordar o conhecimento teve grande repercussão entre os filósofos posteriores a Kant, chegando inclusive ao pensamento neo kantista atual, tendo como seu melhor reflexo as escrituras de Cohen, o que significa que as categorias são resultado de um pensamento puro.

Imagem: iStock. Vladimir Nenov

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: