Conceito » Cultura » Grotesco na Arte

Grotesco na Arte - Conceito, o que é, Significado

O critério mais comum que diz respeito à arte consiste em vinculá-lo ao ideal de beleza. No entanto, esta regra nem sempre é cumprida. Na verdade, o fenômeno artístico pode expressar algo triste, lúgubre e até mesmo horrível, perturbador ou monstruoso. Neste sentido, Aristóteles nos faz lembrar que o propósito da arte não é gostar, mas sim representar.

Na cultura popular, algo grotesco está relacionado a tudo que tem características extravagantes e exageradas. Em poucas palavras, trata-se de algo de mau gosto e grosseiro. No mundo da arte, o grotesco tem seu próprio significado.

A estética grotesca na arte teve início no Renascimento

O termo grotesco vem da palavra italiana grotta, que significa gruta ou caverna. Deste modo, em seu sentido originário, este adjetivo expressa aquilo que é próprio de uma gruta. Esta definição se projetou sobre a arte do Renascimento italiano quando na cidade de Roma foi descoberta uma curiosidade: o Domus Aurea, um palácio construído por Nero após o incêndio de Roma. Durante o Renascimento, os habitantes de Roma desconheciam que este lugar correspondia ao palácio de Nero e se referiam ao mesmo como "as grutas romanas".

Artistas do Renascimento como Rafael, Boticelli e Miguel Ángel se sentiram atraídos por este lugar e em suas obras imitaram a decoração dessas grutas. Muitos artistas italianos foram contratados para decorar os tetos e as paredes das igrejas com ornamentos grotescos.

Assim, surgiu um novo estilo na arte. Os elementos típicos da decoração artística grotesca são diversos: plantas, animais, frutas, raízes e seres mitológicos. Tudo isso servia de elemento decorativo para as espaçosas salas.

O estilo grotesco tem sido tradicionalmente considerado uma tendência artística menor e guiado pelo horror vacui ou temor do vazio (esta tendência cria a necessidade de recarregar os lugares vazios que se encontram sem adornos). Em sua origem esta tendência ornamental não tinha uma aspiração tenebrosa, pois se tratava simplesmente de decorar de maneira original e cômica as obras de arte, especialmente os murais, tetos e paredes.

Uma categoria estética

Para alguns historiadores da arte, o grotesco constitui uma categoria estética. Esta categoria está presente em todo tipo de criação: figuras deformadas, caricaturas horríveis, personagens sinistros e criaturas sinistras.

Em resumo, esta categoria se torna um recurso para distorcer a realidade em sua dimensão mais extravagante e ridícula. Neste sentido, deve-se destacar que o grotesco na arte está relacionado ao nosso modo de perceber a realidade. A estética das festas de carnaval representa um bom exemplo de nossa percepção única da realidade.

Imagem: Fotolia. radiokafka

Relacionados:

  1. Gruta
  2. Arte
  3. Arte Figurativa
  4. Bom Gosto
  5. Iconologia
  6. Arte Rupestre
  7. Estética
  8. Beleza
  9. Educação Artística
  10. Arte do Paleolítico