Conceito » Economia » Economia Paralela

Economia Paralela - Conceito, o que é, Significado

O conjunto de atividades econômicas apresentam duas linhas de atuação: a convencional e a paralela. A primeira se refere a todas as atividades na qual as empresas e os indivíduos cumprem com suas obrigações legais: declarações fiscais, pagamento de impostos e outros requisitos de índole legal.

A economia paralela se refere, como seu próprio nome indica, que cada empresa ou iniciativa econômica realiza um projeto econômico fora da lei e do controle do estado, especialmente em relação ao pagamento de impostos. Naturalmente é chamado de paralelo porque é realizado por um canal oculto do quadro global.

De acordo com especialistas, embora existam algumas medidas para reduzir este tipo de economia, é muito difícil de controlar. Deve-se ressaltar, aliás, que alguns analistas acreditam que a economia paralela é causada pelo excesso controle estatal da atividade econômica.

Em alguns casos, os empreendedores não puderam ter acesso à economia convencional por envolver custos elevados que não podem ser obtidos facilmente. Tradicionalmente, nos setores onde é mais frequente, a economia informal faz parte da área da construção, do pequeno comércio e da venda ambulante.

Causas da economia paralela

Existem várias causas deste fenômeno. Por um lado, a baixa consciência social. Por outro lado, uma atividade econômica não associada ao pagamento de imposto implica num maior benefício econômico. Neste sentido, alguns países apresentam altas taxas de economia paralela devido à sua cultura como povo e como acontece em países como Espanha, Itália, Grécia e na maioria dos países latino-americanos.

A primeira e principal consequência é a fraude fiscal

Esta circunstância por sua vez tem uma série de implicações: uma diminuição das receitas do Estado, uma maior insegurança no trabalho, o aumento da corrupção, etc. Paralelamente, a fraude vinculada com a economia paralela significa que as empresas que cumprem a lei e pagam impostos estão prejudicadas, pois os preços dos seus produtos são comparativamente mais elevados do que dos seus concorrentes da economia paralela.

Medidas para combater a economia paralela

Os governos podem adotar uma série de medidas para reduzir seus efeitos na economia de um país. Assim, em certas ocasiões, é realizada uma anistia fiscal com seus fraudadores, da qual consiste perdoar tudo que não foi declarado em troca do pagamento de uma quantia inferior. Por outro lado, também é possível intensificar as inspeções fiscais com a finalidade de identificar as atividades econômicas ilegais.

Imagem: Fotolia. Garevskaya Elina

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: