Conceito » Educação » Desigualdade Salarial

Desigualdade Salarial - Conceito, o que é, Significado

No sistema econômico capitalista, os salários dos trabalhadores estão sujeitos a diversas variáveis. Alguns delas são o convênio coletivo, a qualificação e experiência do trabalhador ou as condições de trabalho em cada setor. Apesar de esses critérios serem aplicáveis a todos os assalariados, há uma realidade que revela um claro desequilíbrio: homens e mulheres não têm o mesmo salário.

Assim, com a mesma qualificação acadêmica e experiência, os homens continuam ganhando mais do que as mulheres. Este fenômeno recebe uma denominação específica: desigualdade salarial.

Um assunto que pode trazer confusão

O salário médio dos homens é normalmente superior ao salário médio das mulheres. Em princípio, este fato destaca certa desigualdade, mas a diferença de salários tem uma explicação lógica, uma vez que homens e mulheres não trabalham nos mesmos setores e em diferentes horários; isso resulta em salários mais baixos para as mulheres.

Consequentemente, o salário médio não é um parâmetro adequado para medir as diferenças salariais entre ambos os sexos.

O conceito desigualdade salarial se torna injusto quando se altera um princípio trabalhista básico: o mesmo trabalho ou o mesmo salário. Assim, se João e Maria tem a mesma formação acadêmica, experiência e realizam exatamente a mesma atividade profissional dentro de uma empresa, qualquer distinção em seus salários supõe o descumprimento do princípio de igualdade entre homens e mulheres.

Em Hollywood e na indústria pornográfica

Algumas atrizes de Hollywood expressaram seu desconforto sobre as diferenças salariais entre os dois sexos, pois acreditam que este desequilíbrio não tem nenhum tipo de justificativa.

No setor de filmes para adultos, existe também uma desigualdade salarial, mas num sentido oposto, uma vez que as atrizes pornográficas ganham muito mais do que atores.

Entre gerações

A ideia de desigualdade salarial é empregada normalmente em dois sentidos: a diferença de salário por questões de gênero e devido à idade. Neste último caso, como regra geral, existem diferenças notáveis entre o que ganha um adulto de 20 anos e outro de 50 realizando o mesmo tipo de trabalho.

Em princípio este tipo de desigualdade poderia ser justificado, uma vez que o adulto tem mais experiência e logicamente deveria receber um salário maior por isso. No entanto, em certas ocasiões, a desigualdade salarial geracional é uma forma de explorar os trabalhadores mais jovens.

Imagem: Fotolia. Mykyta

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: