Conceito de Equidade de Gênero

Agustina Repetto | Março 2023
Licenciada em Psicologia

O termo “equidade de gênero” é frequentemente utilizado como antagônico ao termo “igualdade de gênero”, porém, ambos os termos se referem à busca por uma sociedade mais justa. Enquanto a igualdade de gênero se concentra em garantir oportunidades e direitos iguais para todas as pessoas, a equidade de gênero se concentra no reconhecimento das diferenças individuais e na necessidade de lidar com as desvantagens e barreiras enfrentadas por mulheres e pessoas com identidades diferentes.

Ações para lidar com as desvantagens de gênero: rumo a uma sociedade mais igualitária

O foco da equidade é destacar a existência de desigualdades estruturais que colocam certos grupos de pessoas em desvantagem simplesmente porque pertencem a um gênero específico. Nesse sentido, o problema não é a diferença em si, mas as desvantagens que se constroem a partir delas. Desvantagens que violam sistematicamente os direitos de grupos discriminados. Nessa perspectiva, os mecanismos para minimizar as desvantagens de um grupo em relação a outro implicam gerar ações positivas diferenciais entre eles, como a criação e implementação de leis específicas para garantir o acesso de um setor da população à participação política ou trabalhista. Um exemplo desse tipo de ação são as Cotas para mulheres em vagas de trabalho de empresas de grande porte, que garante a elas um percentual mínimo de participação, entre outras medidas. Em outras palavras, as políticas de equidade buscam corrigir as desvantagens por meio do tratamento não idêntico entre os diferentes grupos identitários, de forma que seja possível o pleno exercício dos direitos.

Existe desvantagens entre os gêneros?

Mulheres e pessoas trans enfrentam uma série de desvantagens em relação aos homens, que impactam todas as áreas da vida, desde o âmbito profissional, social, cultural e educacional até a saúde. Vejamos dados que ilustram o exposto:

– A diferença salarial entre homens e mulheres: segundo dados oficiais da Organização Internacional do Trabalho, a diferença salarial global é de 16%. Isso significa que as mulheres recebem, em média, 84% do salário dos homens.

– A lacuna de liderança: de acordo com um relatório da Comissão Europeia, apenas 36% dos cargos de gestão na Europa são ocupados por mulheres e de acordo com o Relatório Global sobre diferenças de gênero de 2021, as mulheres ocupam apenas 27% dos cargos de gestão em todo o mundo, o que expressa uma clara falta de representação das mulheres em cargos de liderança.

– A lacuna educacional: segundo dados da UNESCO, 130 milhões de meninas em todo o mundo não frequentam a escola.

– As mulheres enfrentam uma carga maior de cuidados de saúde para suas famílias. De acordo com um estudo da ONU Mulheres, as trabalhadoras gastam quatro horas e onze minutos em tarefas domésticas e cuidando de menores ou idosos, enquanto os trabalhadores do sexo masculino gastam apenas uma hora e trinta e um minutos.

– De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos pelo Centro Nacional de equidade transgênero, a expectativa de vida das pessoas transgênero gira em torno de trinta e cinco anos em alguns países.

– Segundo um estudo realizado pelo Banco Mundial, em dezoito países existem leis que permitem aos maridos decidir sobre o acesso de suas esposas ao trabalho.

Por que a igualdade de gênero é necessária?

A falta de equidade de gênero não afeta apenas indivíduos e grupos marginalizados, mas também tem consequências negativas para a sociedade como um todo. A inclusão e representação equitativa de gênero em todas as esferas, incluindo política, educação, economia e cultura, é essencial para alcançar o desenvolvimento sustentável e um futuro mais justo.

Diversas pesquisas têm mostrado que empresas e governos que possuem maior representação de mulheres em cargos de liderança tendem a ser mais eficientes e eficazes em suas tomadas de decisão. Por exemplo, um estudo do Banco Mundial constatou que os países com maior proporção de mulheres nas legislaturas eram mais propensos a investir em educação e saúde, o que, por sua vez, leva a maior crescimento econômico e maior redução da pobreza.

Além disso, a discriminação e a exclusão de certos grupos podem gerar tensões sociais e reduzir a coesão e a estabilidade das comunidades. Portanto, garantir a equidade de gênero é essencial para prevenir conflitos e promover sociedades mais igualitárias, pacíficas e justas.

Artigo de: Agustina Repetto. Graduada em Psicologia, pela Universidade Nacional de Mar del Plata. Atualmente é pós-graduanda em Sexualidade Humana: sexologia clínica e educacional a partir da Perspectiva de Gênero e Direitos Humanos.

Referencia autoral (APA): Repetto, A.. (Março 2023). Conceito de Equidade de Gênero. Editora Conceitos. Em https://conceitos.com/equidade-de-genero/. São Paulo, Brasil.

  • Compartilhar
Copyright © 2010 - 2023. Editora Conceitos, pela Onmidia Comunicação LTDA, São Paulo, Brasil - Informação de Privacidade - Sobre