Descrição Subjetiva-Conotativa - Conceito, o que é, Significado

Tanto na comunicação oral como na escrita podemos descrever a realidade de maneira denotativa-objetiva ou subjetiva-conotativa. Neste sentido, todas as palavras têm um significado preciso e objetivo. Quando dizemos a palavra “cachorro” sabemos que é um animal mamífero e o uso deste conceito denota algo concreto. Entretanto, esta mesma palavra tem certas conotações, ou seja, pode sugerir todo tipo de ideia (de um fiel companheiro, de uma lembrança infantil ou de qualquer emoção pessoal). Em poucas palavras, a descrição subjetiva-conotativa expressa emoções ou ideias pessoais e a descrição objetiva-denotativa transmite informação precisa e rigorosa.

A conotação e a denotação

Uma mesma palavra tem um significado ou outro dependendo da intenção do emissor e por este motivo se fala da linguagem conotativa e da linguagem denotativa.

Na linguagem denotativa as palavras que servem para descrever se referem ao seu uso cotidiano e ao significado que têm para uma comunidade de falantes. Na linguagem conotativa o significado das palavras depende do uso que a pessoa dá em determinado contexto, portanto é possível falar de um significado simbólico e subjetivo.

Estes dois planos da linguagem fazem com que uma só palavra possa ser empregada de maneira denotativa ou conotativa. Assim, quando se diz “Que joia tão cara!” se menciona um enfeite empregado como elemento de decoração do corpo que tem um preço elevado através de uma descrição denotativa.

Pelo contrário, quando se diz “Meu amigo é uma joia” a palavra joia não é empregada como um enfeite, mas sim num sentido conotativo figurado que mostra que meu amigo é uma pessoa valiosa e imponente.

A linguagem conotativa-subjetiva e a denotativa-objetiva são complementares

Nos textos científicos e nos contextos onde a informação deve ser rigorosa é necessário empregar uma linguagem denotativa e objetiva. Em compensação, nos textos literários ou de linguagem publicitária se utiliza a linguagem conotativa-subjetiva. Apesar de tratar de duas abordagens diferentes, a denotação e a conotação são complementares e não exclusivas. Na verdade, num texto literário pode haver em um mesmo fragmento palavras de uso conotativo e com determinada conotação.

Enfim, o significado denotativo de um termo é aquele que aparece no dicionário e o conotativo é aquele que não está registrado no dicionário, mas faz parte do contexto da língua e da cultura de uma comunidade de falantes.

Imagem: Fotolia. arkela

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: