Exportação - Conceito, o que é, Significado

A venda de produtos nacionais para outros países é conhecida como exportação. Como consequência disso, o país exportador recebe divisas, ou seja, moeda estrangeira. O processo inverso é a importação da qual se adquirem produtos que não existem ou são mais caros no próprio país. Exportação e importação são dois conceitos muito ligados, uma vez que o resultado da diferença entre os dois gera a balança comercial de um país. A balança será positiva se a venda ao exterior supera o que se compra em outros países.

Vender produtos fora das próprias fronteiras é um aspecto fundamental nas economias nacionais

E segundo os especialistas é aconselhável que as exportações sejam das mais diversificadas possíveis e dirigidas a diferentes mercados.

Tipos de exportação

Dependendo de sua modalidade de transação, há duas variedades: as exportações comerciais (venda de produtos que precisam superar os trâmites aduaneiros) e as exportações não comerciais (por exemplo, a venda de um produto como amostra não sujeita ao pagamento de taxas ou impostos). Por outro lado, as exportações podem se classificadas em função do produto, desta maneira, existem as exportações tradicionais (como a contribuição das matérias primas) e as exportações não tradicionais (como as conservas, as roupas e os aparelhos tecnológicos).

Se levarmos em conta a canalização de um produto, podemos falar sobre a exportação direta (realizada pelo próprio produtor em parceria com o agente aduaneiro) ou a exportação através de aprovisionamentos (como uma empresa que vende algo que não produz). As exportações são consideradas indiretas quando são realizadas por empresas comerciais de exportação, ou seja, empresas dedicadas exclusivamente aos trâmites próprios da atividade exportadora cujo benefício se baseia em algum tipo de comissão do produto vendido a outros países.

Certos bens estão sujeitos a uma exportação restringida, por exemplo, quando um país tem déficit de produção de determinada matéria básica para o consumo interno, isso provoca uma limitação ou restrição de sua exportação. Existe também a exportação ilegal, na qual certos bens não podem ser vendidos, por exemplo, há países que limitam a exportação de peças artísticas próprias do patrimônio cultural da nação.

O transporte, um aspecto essencial

Em qualquer modalidade de exportação o meio utilizado é determinante para a mobilização das mercadorias. O transporte internacional marítimo permite um grande volume de produtos, mas há o inconveniente da demora. O transporte internacional aéreo é o mais rápido, porém o mais caro. Já o transporte ferroviário é adequado para mercados limítrofes e apresenta diversas vantagens (seguimento simples da carga, baixo índice de sinistros e possibilidade de grandes toneladas de carga). Enquanto que o transporte rodoviário é bem direto e permite um serviço realizado de “porta em porta”.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: