Administração de Recursos - Conceito, o que é, Significado

Toda organização, seja ela pública ou privada, tem como objetivo gerenciar adequadamente uma série de meios ou recursos com o fim de alcançar certos objetivos. Desta maneira, fala-se da administração de recursos para referir ao sistema que cada entidade emprega para atender suas necessidades. Por recursos podemos entender de diversas maneiras: sobre tecnologia, finanças, tempo ou os próprios funcionários da empresa. De qualquer forma, todos os recursos são limitados e, portanto, devem ser gerenciados ou administrados com critérios eficazes.

Administração dos recursos humanos

Em qualquer organização o fator humano é determinante. É por este motivo que na área empresarial se fala dos recursos humanos. São vários os aspectos que agem sobre a correta administração dos empregados. E os especialistas desta área consideram alguns como essenciais:

- Deve-se considerar o empregado como elemento fundamental de qualquer organização. Neste sentido, é preciso adotar medidas que incentivem e motivem os trabalhadores. Por outro lado, o responsável dos recursos humanos devem promover um bom ambiente de trabalho e avaliar convenientemente o conjunto dos empregados;

- O departamento de recursos humanos deve realizar uma adequada seleção de pessoal e avaliar de maneira objetiva os diferentes perfis dos candidatos em relação ao cargo que pretendem executar;

- A gestão dos recursos humanos tem uma relação direta com outras áreas: a legislação trabalhista, a higiene, a segurança, a produtividade e a política salarial. Em outras palavras, o fator humano e sua administração estão situados no eixo central de qualquer empresa ou entidade;

- Uma correta administração dos recursos humanos deve contemplar questões como: plano de carreira, promoção interna, descrição de cada cargo e um sistema de rotatividade mais conveniente.

Uma má gestão dos recursos humanos

Vamos imaginar que um departamento de RH realize uma seleção de pessoal deficiente. Esta hipotética situação poderia trazer consequências muito negativas:

1) Um clima geral de insatisfação (esta situação é habitual quando o empregado está sobrequalificado em relação às tarefas que exerce);

2) Problemas de integração na dinâmica da empresa (por exemplo, uma pessoa muito individualista não serve para desempenhar funções de trabalho em equipe);

3) Instabilidade do pessoal e consequentemente menor produtividade;

4) Por último, uma administração deficiente provoca perdas econômicas.

Imagem: Fotolia. belyjmishka

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: