Célula Vegetal - Conceito, o que é, Significado

A célula é a menor unidade de matéria viva capaz de ter todas as funções necessárias para a sobrevivência de um organismo. Todos os seres vivos são formados por células, além de suas formas, tamanhos e funções serem bem diferentes. No entanto, todas elas têm em comum a presença da membrana celular, do citoplasma e do material genético.

Características gerais das células vegetais

As células vegetais pertencem à família das células eucariontes e há uma série de igualdade entre as estruturas das células animais: a presença de um núcleo que contém o DNA, a informação genética e também um citoplasma que reveste a membrana nuclear. Por outro lado, existem as organelas, estruturas internas que revestem as membranas.

Entretanto, as células vegetais apresentam algumas peculiaridades únicas. Neste sentido, existe um componente especial na parede da célula, a celulose, que proporciona firmeza à célula vegetal. Abaixo da parede celular está a membrana citoplasmática, que serve como elemento de proteção à célula e é composta principalmente por lipídeos.

Nas células vegetais aparecem também os cloroplastos, estruturas responsáveis pela fotossíntese, ou seja, processo biológico pela qual a energia da luz é usada para as plantas gerarem energia química. Os cloroplastos possuem um pigmento (a clorofila) responsável pela fotossíntese.

Outra estrutura da célula vegetal é o vacúolo, que contém água e outros líquidos. As mitocôndrias participam dos processos de respiração celular para obeter energia e os ribossomos estão envolvidos com a síntese ou com a produção de proteínas, por último, deve-se destacar o retículo endoplástico e o aparelho de Golgi. Esta é a estrutura geral de qualquer célula vegetal.

Quando se trata de um conjunto ou um conglomerado de células vegetais, fala-se do tecido vegetal

Nas plantas, as diversas modalidades de tecidos se diferenciam pela forma de suas células, por sua localização e por suas funções que desempenham. O tecido meristemático é responsável pelo crescimento das plantas e pela formação das folhas e galhos. Os tecidos epidérmicos estão localizados na parte superficial da planta e suas células têm funções de proteção e defesa.

O tecido parênquima é responsável pelo armazenamento das substâncias nutritivas (por exemplo, os amidos e os açúcares) e pelos depósitos de clorofila e água. Em resumo, cada tecido tem sua função, que pode ser protetora, condutora ou responsável pelo crescimento da planta.

A disciplina que estuda as células e os tecidos das plantas é a histologia vegetal. Esta área de conhecimento começou a desenvolver-se no século XVII com o aparecimento dos primeiros microscópios.

Imagem: Fotolia. GraphicsRF

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: