Conceito » Política » Tratado de Bucareli

Tratado de Bucareli - Conceito, o que é, Significado

Por volta de 1920, as relações bilaterais entre os governos do México e dos Estados Unidos eram especialmente tensas. O governo liderado por Álvaro Obregón não era reconhecido por seu homólogo, que exigia que alguns artigos da Constituição de 1917 fossem revogados com o propósito de fortalecer os interesses econômicos dos Estados Unidos.

Obregón precisava obter reconhecimento internacional do país vizinho e, por outro lado, o governo dos Estados Unidos pretendia defender os direitos de propriedade dos cidadãos que residiam no território mexicano e, paralelamente, transformar o México em uma nação economicamente submetida. Foi a partir deste contexto histórico que começou a ser negociado um novo quadro de relações entre as duas nações.

O Tratado de Bucareli estabeleceu o fortalecimento dos interesses dos Estados Unidos no território mexicano

Os representantes das duas nações iniciaram conversas em 1923 na capital mexicana, mais especificamente na rua Bucareli. As duas partes firmaram dois tratados: num deles ficou acordado que seria criado uma seção de reclamações para servir os interesses econômicos dos cidadãos norte-americanos afetados pela Revolução, já em outro ficou pactuado um novo quadro econômico a fim de proteger a exploração do petróleo das empresas norte-americanas no território mexicano.

Após um período de negociações foram alcançados os seguintes acordos:

1) o governo mexicano defenderia as reclamações dos cidadãos estrangeiros em seu território,

2) seria reconhecidas as concessões realizadas antes da Constituição de 1917.

Em compensação, o governo dos Estados Unidos acordaria o reconhecimento do governo mexicano liderado por Obregón.

Tensões e o fim do tratado

A proposta do Tratado não convencia a todos os membros do governo mexicano, na verdade, o ministro da Fazenda Adolfo de la Huerta se opôs fortemente à sua assinatura definitiva porque entendia que as concessões econômicas à potência estrangeira eram excessivas.

Adolfo de la Huerta renunciou ao cargo e depois de promover uma revolta contra Álvaro Obregón os partidários do presidente conseguiram deter os rebeldes com a colaboração dos Estados Unidos.

O clima de tensão gerado não foi reduzido e o novo presidente mexicano (Plutarco Elías Calles) tomou a decisão de revogar o Tratado de Bucareli em 1926. Neste momento, parecia que iria ocorrer uma iminente guerra entre as duas nações, mas que finalmente foi evitada.

A solução definitiva veio anos depois quando o presidente Lázaro Cárdenas aprovou a nacionalização do petróleo. Sobre a crença popular de que o Tratado de Bucareli tinha cláusulas secretas não há nenhuma evidência histórica.

Imagens Fotolia. Aleksandr_OPR, EvgeniyBobrov

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: