Conceito » Saúde » Terapia Intensiva

Terapia Intensiva - Conceito, o que é, Significado

A terapia intensiva é uma unidade médica na qual são realizados cuidados intensivos de saúde, destinados a dar suporte vital a pessoas em estado crítico.

A maioria dos centros hospitalares conta com unidades de terapia intensiva, conhecidas como UTI, existem unidades especiais dedicadas ao cuidado de recém-nascidos, os chamados UTIN (Unidade de Terapia Intensiva Neonatal).

Que tipos de pacientes precisam de terapia intensiva?

Estas unidades recebem pessoas com sérios problemas de saúde, das quais precisam do uso de equipamentos ou aparelhos especiais para manter ou monitorar alguma função vital, como a respiração.

Também ingressam pacientes com queimaduras extensas na pele ou politraumatismos, pessoas que acabaram de sofrer um infarto cardíaco, portadoras de infecções graves com ou sem sepse, com danos neurológicos, intoxicações ou ainda pessoas em estado de coma.

Estas unidades também dão suporte no pós-operatório imediato de cirurgias complexas, como as cerebrais e algumas abdominais, assim como as ortopédicas ou oncológicas, especialmente em pacientes com estado de saúde deteriorado.

Quais são os cuidados oferecidos?

Os pacientes que se encontram sobcuidados intensivos geralmente são mantidos em sedação. Muitos deles precisam estar conectados a equipamentos de ventilação mecânica, monitores cardíacos, de pressão venosa central, bombas de infusão de medicamentos, nutrição parenteral total, entre outros.

Nestas unidades, os pacientes contam com uma equipe de profissionais de saúde altamente especializados e disponíveis de forma permanente. Isto permite um diagnóstico e atendimento rápido e oportuno de certos acontecimentos e complicações.

Com que pessoal conta?

Há uma equipe de profissionais da saúde altamente especializados. São médicos intensivistas, muitos deles anestesistas ou internistas com especialização em medicina crítica.

Outros membros da equipe são o pessoal da enfermagem, que também são altamente qualificados, assim como os fisioterapeutas que além das mobilizações intervêm em procedimentos como a fisioterapia respiratória.

Estes profissionais trabalham em turnos diurnos e noturnos rotativos permitindo um atendimento contínuo de 24 horas.

Qual é o prognóstico de um paciente em cuidado intensivo?

Muitas vezes o ingresso a estas unidades está associado a um estado de saúde terminal. Isto não é de tudo certo.

Um paciente que precisa desse tipo de cuidado não vai morrer necessariamente. Pelo contrário, estas unidades dão o suporte para manter a vida até que se restabeleça a saúde ou estabilize determinada condição; a pessoa fica internada na unidade recebendo cuidados médicos até que receber alta do hospital.

Imagens Fotolia: Sommart, JesusVDR

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: