Conceito » Ciência » Teoria de Sistemas

Teoria de Sistemas - Conceito, o que é, Significado

A palavra sistema vem do grego systema e expressa a união de elementos de forma coordenada. Assim, uma bicicleta, um organismo vivo, uma sociedade ou uma empresa recebem esta denominação, pois todos apresentam uma estrutura na qual seus diferentes elementos mantêm uma união.

Supõe um modelo explicativo que surgiu no século XX no campo das ciências naturais e que se estendeu para outras áreas.

O filósofo e biólogo austríaco Ludwig von Bertalanfy foi quem pela primeira vez desenvolveu a teoria geral de sistemas. Seus princípios afirmam que os organismos vivos apresentam uma dimensão coesa e ao mesmo tempo aberta.

Neste sentido, a natureza em geral e os organismos em particular possuem uma série de características:

1) cada ser está integrado em um todo mais amplo,

2) as estruturas de relações de uma globalidade tendem a preservar sua identidade,

3) a alteração em um aspecto ou parte afeta sua totalidade,

4) existe uma constante troca de informações entre os elementos ou partes de todo o sistema,

5) as funções de uma globalidade que já não são mais operativas são assumidas por outras partes.

Em suma, tudo o que existe na natureza tem estreita relação entre seus diversos elementos constitutivos. O relevante na visão de Bertalanfy não são as partes de um sistema, mas sim sua estrutura global. Em outras palavras, na hora de estudar a vida não se emprega uma abordagem puramente biológica ou química de uma série de componentes, mas sim uma análise que leva em conta as propriedades, as funções e a organização da natureza ou do organismo.

Este modelo explicativo se expandiu com a cibernética, de maneira muito especial com os mecanismos de feedback que permitem um equilíbrio nos sistemas

Segundo a teoria da autopoiese exposta por Humberto Maturana, existe nos sistemas a capacidade de reproduzir de maneira espontânea seus elementos constitutivos. No campo da sociologia, esta teoria permitiu compreender melhor o papel dos coletivos humanos. Na psicologia, este modelo tem sido empregado para explicar os papéis individuais dentro de uma estrutura familiar.

Compreendendo o fenômeno da educação a partir deste paradigma

Dentro de um centro educacional existe um conjunto de elementos: alunos, professores, programas pedagógicos, leis estatais e um sistema administrativo.

Todas estas partes atuam de maneira coordenada como se fosse um organismo vivo em constante processo de transformação.

Nenhuma parte ou elemento de um modelo educacional é totalmente independente, de modo que tudo em seu conjunto funciona como sistema global.

Imagem Fotolia: sveta

Relacionados:

  1. Estrutura
  2. Filogenética
  3. Autopoiese
  4. Ciências Naturais
  5. Espécie
  6. Fisiologia
  7. Organização
  8. Evolução
  9. Superestrutura
  10. Termorregulação