Conceito » Religião » Quatro Nobres Verdades

Quatro Nobres Verdades - Conceito, o que é, Significado

O budismo é uma corrente religiosa fundamentada a partir dos ensinamentos de Siddharta Gautama, o Buda. As quatro nobres verdades são os princípios fundamentais desta doutrina. De acordo com os textos sagrados Buda saiu do palácio onde vivia resguardado para iniciar uma peregrinação.

Em seu caminho observou uma pessoa que estava doente, um idoso e um indivíduo falecido. Esta realidade lhe fez pensar que o mundo tem um componente essencial, o sofrimento. Decidiu então que era necessário pensar sobre qual deveria ser a causa que provoca o sofrimento em suas diferentes versões.

As quatro nobres verdades são as conclusões que Buda chegou durante sua meditação

A primeira verdade afirma que a vida está impregnada de sofrimento ou dukkha. Isto significa que temos que perceber que é praticamente impossível pensar na existência de alguém ou de algo sem associar às diversas formas de sofrimento.

A origem do dukkha constitui a segunda nobre verdade. Assim, nossas paixões e o apego à vida é a força que nos leva ao sofrimento.

Quando formos capazes de afastar-nos dos desejos mundanos que nos levam ao sofrimento, teremos alcançado a terceira nobre verdade.

A extinção das paixões e os desejos implicam por sua vez na obtenção do nirvana.

A quarta nobre verdade consiste em percebermos o caminho que nos leva à cessação do sofrimento e à conquista do nirvana. Este caminho deve ser seguido quando o pensamento, a linguagem e nossas ações realizadas estão no caminho correto. No budismo, a ideia do bom caminho significa que evitamos os extremos opostos em todas as dimensões da existência.

A felicidade no budismo

Numa linguagem coloquial, pode-se dizer que as quatro nobres verdades são o caminho para a felicidade. No budismo, ser feliz não está relacionado com a satisfação dos desejos ou à obtenção de objetos materiais, pois esta interpretação da felicidade é instável e passageira.

Para os budistas, a origem da infelicidade se encontra em nossa mente. Quando estamos mentalmente desacreditados, sentimos dor. Da mesma forma, quando estamos com a mente limpa e distante do sofrimento, estamos destinados à plenitude espiritual.

Em resumo, a paz interior ou nirvana é o que nos ajuda a desprender das ataduras do prazer e da dor. O estado de felicidade não é algo mágico, mas deve ser treinado com uma série de atitudes vitais: não levarmos as coisas tão sérias, aceitar as coisas como elas são e evitar os aborrecimentos.

Imagem: Fotolia. Anekoho

Relacionados:

  1. Buda Maitreya
  2. Nirvana
  3. Zen
  4. Nobre Caminho Óctuplo
  5. Pensamento Crítico
  6. Dharma
  7. Om Mani Padme Hum
  8. Deísmo
  9. Sânscrito
  10. Idealismo