Conceito » Ciência » Argônio

Argônio - Conceito, o que é, Significado

Este elemento químico é um gás nobre, inerte e incolor. Constitui 1% do ar na atmosfera. Seu símbolo na tabela periódica é Ar, seu número atômico é 18 e seu peso molecular é 39,95 g / mol.

Para obter argônio é necessário realizar um processo de destilação fracionada do ar liquefeito e posteriormente eliminar o oxigênio residual. Em relação à sua denominação, provém do vocábulo grego argon, que significa inativo, pois se trata de um gás que não reage diante da presença de outras substâncias.

O argônio foi isolado pela primeira vez no final do século XIX

No final do século XVIII, o químico inglês Henry Cavendish descobriu que o ar era formado por uma minúscula porção de substância menos reativa que o nitrogênio. Trata-se de um gás que não pode ser dissolvido, assim, este avanço foi o primeiro passo para a descoberta definitiva do argônio.

O químico escocês Sir Williams Ramsay (1852-1916) isolou pela primeira vez este gás em 1894, assim como o criptônio, o néon e o xenônio (recebeu o Prêmio Nobel da Química em 1904 pelo descobrimento destes quatro gases nobres). Na tabela periódica dos elementos, os gases nobres ou inertes estão localizados no grupo 18. São gases de um único átomo, são incolores e apresentam baixa reatividade química.

Armazenamento e segurança

Pode ser armazenado em utensílios cilíndricos de aço, dos quais têm uma abertura em sua extremidade para proporcionar um lugar de saída do gás. A quantidade de argônio em um cilindro é variável, pois depende da temperatura, do volume de água e da pressão.

Embora não seja um gás tóxico, quando sujeito a uma alta pressão pode causar asfixia (por este motivo é necessário armazená-lo em áreas adequadamente ventiladas e que seu equipamento seja bem utilizado por seus profissionais). Para evitar qualquer tipo de acidente, os cilindros de argônio devem ser identificados seguindo as normas restritas de segurança.

Principais usos

Este gás é empregado nas lâmpadas incandescentes ou em substituição ao néon nas lâmpadas fluorescentes (alguns tubos fluorescentes possuem uma mescla de vapor de mercúrio e argônio). É utilizado em vários tipos de soldas para evitar o processo de oxidação, na fabricação de monocristais, na produção de titânio e de outros elementos reativos, assim como na fabricação de circuitos semicondutores no setor da eletrônica. Ao mesmo tempo, serve na detecção de explosivos e como isolante térmico.

Por último, este gás é usado para manipular reagentes nos laboratórios químicos.

Imagem Fotolia. Alexlmx

Relacionados:

  1. Flúor e Flúor Dental
  2. Estequiometria
  3. Peso Atômico
  4. Mercúrio
  5. Número Atômico
  6. Boro
  7. Atmosfera
  8. MOL
  9. Plutônio
  10. Halógeno