Conceito » Religião » Mitzvá

Mitzvá - Conceito, o que é, Significado

A palavra que analisamos adquire seu autêntico significado no contexto da religião e da cultura do povo judeu. A princípio, este termo hebraico significa bom ato, mas também ordem e mandamento. Com ele se faz referência a um pedido de Deus aos homens.

Uma análise mais detalhada

Expressa uma ideia relevante: a conexão entre Deus e os homens. Assim, ao cumprir uma mitzvá incluída na Torá se cumpre com algo que Deus pede aos seus fiéis, mas que ao mesmo tempo com o cumprimento desse preceito, cria-se uma nova conexão com o Criador.

Deve-se levar em conta que, segundo o Talmude, os atributos de Deus estão implícitos em suas ordens e mandamentos. Desta maneira, ao cumprir a vontade de Deus, recebemos uma energia divina que afeta profundamente a vida pessoal de cada um.

Cumprir uma mitzvá não é simplesmente acatar uma ordem divina, uma vez que significa aceitar a força de Deus para enfrentar qualquer desafio ou dificuldade. Em outras palavras, sem a ordem recebida de Deus teríamos mais dificuldades para alcançar nossos objetivos.

O fato de obedecer a uma ordem ou mitzvá não se limita apenas ao plano do sentimento, uma vez que deve vir acompanhado de uma ação sincera e autêntica. Na Torá, fica claro que as ações concretas estão acima dos sentimentos. Ao colocar em prática uma mitzvá potencializamos nossa sensibilidade.

Quando um judeu seguidor da Torá se encontra em um momento difícil, cumprir uma mitzvá é uma forma de superar a adversidade.

Em suma, quando uma mitzvá é realizada há uma maior conexão com a divindade na alma humana. Em outras palavras, cada mandato ou preceito é uma oportunidade para consolidar a conexão com Deus.

No judaísmo o conjunto de preceitos ou ordens é conhecido como mitzvot

Há um total de 613 mitzvot que todo judeu deve cumprir. Todos eles são importantes e devem ser respeitados porque têm uma dimensão espiritual. Alguns dos mais conhecidos têm relação com a obrigação de procriar, com a circuncisão, com as normas alimentares e com as regras do Sabá.

Entre as ordens há uma série de proibições: não acreditar em outra divindade, não assassinar, não jurar em vão e não roubar.

Todos os mitzvot provêm de uma referência concreta da Torá. O cumprimento destes preceitos permite a santificação e purificação do indivíduo.

Por último, estas normas não devem ser interpretadas como simples imposições, pois são as ordens de Deus que têm como objetivo o benefício espiritual dos homens.

Imagens Fotolia: Mark, Anton Mislawsky, Lindaparton

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: