Conceito » Educação » Flexão (Linguística)

Flexão (Linguística) - Conceito, o que é, Significado

As palavras podem ser alteradas através de morfemas. No campo da linguística este fenômeno é conhecido como flexão. Em outras palavras, as palavras têm uma série de possíveis alterações; para isso é necessário a união de morfemas flexivos a uma base.

Os morfemas flexivos são geralmente obrigatórios e formam um modelo fechado, uma vez que não há um número infinito de morfemas flexivos. Em suma, é um dos processos que permite criar uma nova palavra.

Quatro exemplos simples de flexão

1) A palavra “branco” tem uma base, mais especificamente blanc. A partir dela é necessária uma flexão de gênero e outra de número. Assim, com um “a” e um “s” formamos a palavra brancas.

2) Na palavra “maestro” temos um lexema ou base (maestr) e mais um morfema flexivo de gênero masculino.

3) As formas verbais também aplicam o mesmo processo. Assim, a forma “cantaria” está composta pelo lexema canta, mais o morfema flexivo ria.

4) As formas verbais “trazer, trago e trouxe” têm o mesmo lexema, mas cada uma apresenta um morfema flexivo específico.

Não devemos confundir flexão com derivação

Para formar palavras existem dois processos diferentes: flexão e derivação. No primeiro caso, não se cria uma nova palavra, enquanto que no segundo é possível um novo termo. Desta maneira, através da derivação se junta uma base ou lexema com um morfema derivativo.

A partir do adjetivo branco, pode-se criar uma qualidade abstrata adicionando um substantivo derivativo (ura) e desta maneira formar a palavra brancura.

As duas maneiras para formar palavras obedece ao fato de que existem dois tipos de morfemas: os flexivos e os derivativos

Nos primeiros se adiciona uma informação do tipo gramatical, podendo ser morfemas flexivos nominais ou morfemas flexivos verbais. Em compensação, os morfemas derivativos proporcionam uma mudança de significado e isso faz com que o adjetivo se torne um substantivo (por exemplo, branco e brancura) ou pela introdução de um prefixo (por exemplo, o prefixo pre e a palavra dizer formam o termo prever).

O estudo de flexão e da derivação faz parte da morfologia, um aspecto da linguística que é a disciplina que estuda a estrutura da linguagem. Em suma, a morfologia se concentra na estrutura e na formação de palavras, já a linguística estuda a estrutura de uma língua.

Imagem: Fotolia. Christian Schwier

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: