Conceito » Aprender » Estética

Estética - Conceito, o que é, Significado

Denomina-se estética ao ramo da filosofia responsável pela experiência da beleza no ser humano. Além disso, a estética pode ser definida como a ciência da experiência sensorial do belo. É por isso que a estética como disciplina se relaciona profundamente com o mundo artístico, dando sustentação teórica e nutrindo-se de novas experiências. Sua introdução se deve ao filósofo Alexander Gottlieb Baumgarten, filósofo alemão que iniciou o estudo sistemático desta disciplina no século XVIII.

Apesar de o estudo iniciar-se sistematicamente no século XVIII, na Grécia Antiga já haviam trabalhos realizados a este respeito. Platão, por exemplo, se referiu à beleza em diversas obras, como em “Hipias maior”, “Fedro” e “o banquete”. Na primeira ele trata da beleza perfeita, na segunda se refere à beleza das almas, já na terceira se refere à beleza em termos gerais. Por outro lado, para Aristóteles, a estética consiste na magnitude, na ordem, nas proporções e na medida. Sua principal obra se chama “Poética”, embora uma parte dela (a comédia) se encontra perdida; em relação à tragédia, esta separa a ficção da realidade, mas de certa forma faz com que a primeira tenha efeito na segunda; assim, podemos dizer que para este filósofo a beleza mantém relação com a estética. Já na visão surgida em Roma a respeito da beleza, pode-se dizer que era subsidiária da grega.

Na Idade Média, a visão sobre o que era considerado belo tinha fundamentalmente uma base teológica. A arte tinha uma função basicamente a serviço da evangelização. Ela mostra uma despreocupação com a mimese em relação à realidade; assim, por exemplo, é impossível apreciar noções de perspectiva na pintura. No entanto, vale destacar que nesta época é feita uma adaptação da visão platônica. Desta forma, em vez de ideias, a beleza suprema é Deus, e as representações humanas desejam refletir isso.

Com o renascimento, a estética se torna novamente elemento próprio das culturas grega e romana. Novamente o homem é o ponto de referência e esta visão dura um longo tempo até a chegada do século XX, que propõe uma nova consideração da beleza em relação às vanguardas.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: