Conceito » Tecnologia » Correio Eletrônico

Correio Eletrônico - Conceito, o que é, Significado

Este é um dos serviços mais antigos da Internet moderna. O mesmo facilitou durante décadas a interação entre os usuários de computadores de diferentes continentes, baseadas em mensagens de texto.

O correio eletrônico é um serviço digital que permite aos usuários de computadores o envio e a recepção de mensagens com conteúdo de texto, assim como outras funções adicionais como anexar arquivos junto às mensagens.

O correio eletrônico é também conhecido como e-mail ou email (a segunda forma é menos frequente) por causa da abreviatura eletronic em inglês.

Embora não seja estritamente necessário o computador estar conectado a uma rede (podemos enviar uma mensagem de e-mail a outro usuário do mesmo sistema) e que o serviço de correio eletrônico seja utilizado em outra rede diferente da Internet, intuitivamente, qualquer um de nós identifica este serviço com Internet e com o envio de mensagens a internautas localizados em diferentes lugares.

A história do correio eletrônico se remonta ao final dos anos 60 e no início da década de 1970, no século XX, quando a partir dos serviços previamente existentes, um serviço de mensagens foi implantado na rede ARPANET e se estabeleceu como e-mail atual

Foi precisamente nesta época que o símbolo arroba (@) passou a ser utilizado para separar e diferenciar o nome do usuário que escreve a mensagem do nome do servidor, um símbolo que se tornou universal.

Os endereços de correio eletrônico são compostos da seguinte forma:

nome_do_usuário@serviço.sufixo

Por exemplo, guillem @ conceitos.com seria um endereço de correio eletrônico válido em seu formato (mas já adianto que o mesmo é inexistente).

O uso do serviço está baseado em uma série de programas, começando por um cliente que escreve uma mensagem a ser enviada, uma vez que o usuário pressiona o botão de saída por meio de um agente de e-mail instalado no dispositivo de saída ou no servidor que está conectado.

Nas conexões domésticas à Internet o serviço de correio eletrônico costuma ser fornecido pela mesma operadora, embora possamos inscrever-se de maneira alternativa a um serviço gratuito ou até mesmo pago, independente do provedor da conexão de rede.

Isto, como principal vantagem, é que se mudarmos o provedor de acesso, manteríamos a caixa de correio independentemente de qual seja nossa nova empresa.

A mensagem do e-mail é armazenada no servidor que hospeda a caixa de correio eletrônico do destinatário após ser direcionada ao seu destino através da Internet, além disso, é recuperada e lida a partir do momento que o usuário abre sua caixa de correio.

Inicialmente, o correio eletrônico, em formato de texto, exigia um aplicativo instalado na máquina local

Em seguida vieram os ambientes gráficos e com eles o e-mail e, finalmente, os serviços de webmail que permitem gerenciar o correio através de uma interface web, cujos expoentes máximos são o Hotmail / Outlook e o Gmail.

Há pouco tempo os correios eletrônicos também chegaram aos telefones celulares, com aplicativos e serviços dedicados.

Entre os serviços permitidos estão os seguintes: anexar arquivos, responder mensagens e reenviá-las.

Anexar arquivos nos permite utilizar o correio eletrônico para enviar fotos, documentos, apresentações, planilhas de cálculo e até mesmo programas completos.

A resposta nos permite escrever um e-mail diretamente em resposta ao outro sem ter que voltar a inserir o endereço do destinatário e mantendo o texto original caso seja de interesse.

Da mesma forma, podemos fazer um envio e responder a vários destinatários e até mesmo reenviar uma mensagem a um terceiro.

Embora em momentos diferentes fosse buscado um substituto para o correio eletrônico, inicialmente com as mensagens de voz, até agora nada nem mesmo ninguém conseguiu fazer sombra a este serviço fundamental da Internet, exceto talvez as mensagens IP.

Aplicativos para smartphones e computadores de mesa, como o WhatsApp, o Facebook, o Messenger, o Telegram ou o Hangouts, foram os primeiros a ameaçar o uso do correio eletrônico, mas mesmo assim não há nenhum perigo real de substituição, pois existem usuários que preferem outras formas de comunicação e para diferentes fins

Por outro lado, um dos principais problemas desta tecnologia é a quantidade de spams ou "lixo eletrônico" enviado e recebido por dia. Isso significa que um usuário médio receberá provavelmente muitos e-mails indesejados todos os dias.

Imagem: Fotolia. nicotombo

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: