Conceito » Religião » Yom Kipur (Dia do Perdão)

Yom Kipur (Dia do Perdão) - Conceito, o que é, Significado

O Yom Kipur é uma festa própria do judaísmo e é conhecida como o Dia da Expiação ou Dia do Perdão. A festa do Yom Kipur é considerada a celebração mais importante e sagrada do calendário judaico.

Durante o Yom Kipur há uma série de proibições relacionadas ao jejum, aos prazeres e ao conforto pessoal. A ideia de todas elas é a elevação espiritual para uma maior conexão com o Criador. Deve-se destacar que na religião judaica tudo o que se faz na Terra é uma preparação para a vida eterna.

A origem bíblica desta celebração

Na Torá ou na Bíblia judaica, mais especialmente no livro de Vayikra que corresponde ao Levítico do Antigo Testamento cristão, afirma-se que Deus indicou Moisés para que no décimo dia do sétimo mês fosse realizado o dia da expiação e durante o mesmo os homens deveriam fazer oferendas a Deus para purificar suas almas. Ao mesmo tempo, especifica-se que durante este dia não será realizado nenhum tipo de trabalho.

No texto onde aparece esta mensagem a palavra expiação corresponde ao termo em hebraico kipur e com este vocábulo se comunica o arrependimento pelos pecados cometidos. Neste mesmo texto se menciona que durante o Yom Kippur a alma deve permanecer afligida e para isso é necessário praticar o jejum. Em outras palavras, o jejum imposto pelo Criador este dia tem um significado espiritual, pois simboliza a eliminação do pecado na alma humana.

A cerimônia do Yom Kipur entre os antigos judeus

A referência bíblica indicada é o fundamento do Yom Kipur, uma festividade que já comemoravam os antigos judeus. Nela o rabino entrava no templo para pedir perdão pelos pecados do povo judeu.

Na cerimônia, o rabino trazia dois bodes (macho) como oferendas a Deus. Um dos animais era escolhido aleatoriamente para ser sacrificado diante de Deus e o outro simbolizava a culpa de todos os pecados cometidos por homens. Assim, a culpa pelos pecados recaía simbolicamente neste segundo bode, que finalmente era enviado ao deserto. Desta tradição deriva precisamente a expressão "ser um bode expiatório", isto é, alguém que carrega toda a culpa.

Na atualidade a festa de Yom Kipur vem precedida por uma ceia familiar durante a noite anterior. No Yom Kipur se comparece à sinagoga para rezar e muitos judeus se vestem com uma túnica branca sobre a roupa normal como símbolo de pureza, desta maneira, imitam a vestimenta utilizada pelos rabinos antigamente durante a cerimônia no templo.

Imagem: Fotolia. bbtomas

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: