Conceito » Religião » Teshuvá

Teshuvá - Conceito, o que é, Significado

Nos textos sagrados do judaísmo existem termos que não são facilmente traduzíveis. Isto é o que acontece com a palavra teshuvá que é traduzida como arrependimento, mas na realidade se trata de uma ideia mais complexa e profunda.

É possível praticar teshuvá em qualquer época do ano, mas o momento mais propício é durante o último mês do calendário hebraico.

Durante o tempo de teshuvá é necessário adotar uma postura espiritual baseada no remorso e no arrependimento pelos pecados cometidos. Em outras palavras, os danos causados devem ser reparados para não serem cometidos novamente. Pode-se dizer que neste processo de introspecção há um julgamento sobre si mesmo. Não se trata de uma simples autocensura, mas de pensar em suas próprias ações com o objetivo de aliviar o espírito. Neste diálogo interior existe, por sua vez, um diálogo com Deus.

O tempo dedicado à teshuvá está destinado à plenitude e à concordância entre o que se pensa, o que se diz e o que se faz.

O processo da teshuvá

Em primeiro lugar, os comportamentos negativos são renunciados, decidindo livremente que não serão repetidos no futuro. Em seguida, há um ato de confissão através das palavras (com a verbalização do erro se busca o esclarecimento do conflito interno). Por último, há um compromisso pessoal para que o erro não volte a acontecer.

Uma vez finalizado o processo de arrependimento, há uma maior conexão entre o homem e Deus, devido a isso a ideia de teshuvá é entendida como se fosse um retorno a Deus. Não devemos esquecer que o arrependimento precisa ser entendido como um ato de amor a Deus.

Todo este processo terá sentido quando surgir uma nova oportunidade de atuar indevidamente e, no entanto, acaba atuando de maneira correta.

O ato de arrependimento entre os católicos tem um significado similar

Para um fiel católico, quando se realiza uma ação indevida ou um pecado é necessário obter o perdão de Deus. Assim, através do sacramento da confissão, os fiéis confessam seus pecados e por meio da ação do Espírito Santo, o sacerdote lhe concede o perdão pelos pecados cometidos.

No entanto, o pedido de perdão só faz sentido quando existe a vontade de não cometer o mesmo erro novamente. Em outras palavras, só existe validade quando há um propósito sincero de arrependimento pelos pecados cometidos.

Imagem Fotolia: Timonina

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: