Conceito » Geografia » Subducção de Placas

Subducção de Placas - Conceito, o que é, Significado

A teoria da deriva continental proposta por Alfred Wegener por volta de 1910 e a teoria da expansão do fundo do oceano proposta por Harry Hammond Hess na década de 1960 serviram de base para uma nova teoria mais geral: a tectônica de placas. Este novo marco teórico da geologia explica a forma pela qual se encontra estruturada a litosfera, a camada rígida mais externa do planeta. Assim, a crosta terrestre está formada por várias placas rígidas que se encontram em constante movimento. Estes blocos permanecem sobre uma camada de rocha aquecida e flexível conhecida como astenosfera.

A subducção de placas é um dos movimentos tectônicos

A parte rochosa da Terra ou geosfera apresenta três estruturas diferenciadas: crosta, manto e núcleo. A primeira é a mais superficial e a última a mais profunda. O que observamos na superfície terrestre é a consequência geológica de milhões de anos de processos de transformação.

O movimento das placas tectônicas obedece às altas temperaturas do interior da Terra. De maneira lenta e constante as placas se movimentam e um dos fenômenos que ocorre é a subducção.

Consiste que uma placa da litosfera se submerge abaixo de uma placa continental. Isto quer dizer que duas placas tectônicas entram em colisão e consequentemente a mais pesada se introduz abaixo da mais leve (a placa descendente segue em direção ao manto da Terra). Com a subducção os sedimentos formados ao longo de milhões de anos são arrastados.

O fenômeno da subducção está diretamente relacionado aos terremotos e aos vulcões

Existem seis grandes placas tectônicas: América, África, Eurásia, Índia, Antártica e Pacífico. Todas elas flutuam sobre o manto basáltico e isso gera um movimento, a deriva continental.

No fundo dos oceanos existem cordilheiras de vulcões conhecidas como dorsais oceânicas. A crosta terrestre vai se destruindo de maneira progressiva pelo efeito da subducção. Desta forma, pressões intensas são produzidas na zona de união de placas que levam a uma atividade sísmica ou vulcânica.

Os vulcões submarinos podem subir acima da superfície oceânica e formar ilhas com uma grande atividade vulcânica.

As placas que se roçam lateralmente também são instáveis e esta circunstância ocasiona a maioria dos terremotos (a famosa falha de San Andreas, na Califórnia, é a consequência direta de uma área de subducção).

Imagem: Fotolia. gritsalak

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: