Conceito » História » Senhor Feudal

Senhor Feudal - Conceito, o que é, Significado

Na Europa, durante a Idade Média, a forma de organização política, social e econômica é conhecida como feudalismo. Este sistema se baseia nas relações de dependência entre um senhor e seu subordinado, o vassalo. Tanto o senhor feudal como vassalo são homens livres que estabelecem um compromisso mútuo.

O senhor feudal é aquele que possui a terra

O senhor feudal é o proprietário de uma terra produtiva e cede a produção a um agricultor que em troca recebe uma parte dos benefícios obtidos. Portanto, entre o senhor e o vassalo ocorre uma relação feudal que envolve uma série de obrigações de ambas as partes.

O senhor deve ceder suas terras ao vassalo para que o mesmo trabalhe nelas e, ao mesmo tempo, cumpra com a obrigação de proteger o senhor militarmente. Neste sentido, o senhor feudal tem seu próprio exército e com ele pode garantir a segurança do seu território.

Por outro lado, o vassalo adquire um compromisso triplo: deve obedecer a seu senhor, trabalhar em suas terras e pagar alguns impostos.

Os grandes senhores normalmente residiam nas cidades e afastados de suas terras. Muitas cidades medievais europeias prosperaram economicamente e comercialmente através da riqueza que os senhores obtinham do trabalho dos seus vassalos.

No final da Idade Média, a posição dos senhores feudais foi se enfraquecendo por várias razões:

1) várias epidemias causaram uma diminuição importante da população camponesa e este fenômeno afetou negativamente a arrecadação de impostos por parte do senhor feudal;

2) durante o século XIV houve um aumento da atividade econômica nas cidades e muitos agricultores abandonaram sua atividade dentro do meio rural;

3) havia um crescente mal-estar entre os agricultores, pois exigiam ser os autênticos donos de suas terras e não simples vassalos submetidos a um senhor.

A cerimônia de homenagem

Este tipo de laço entre o senhor feudal e o vassalo é conhecido como uma relação de vassalagem e oficializada através de um ato solene, a cerimônia de homenagem. Nesta cerimônia, o vassalo se ajoelha diante do seu senhor para jurar obediência e fidelidade. Deve-se destacar, por outro lado, que o senhor feudal também deve jurar obediência ao monarca.

A origem do feudalismo

O imperador Carlos Magno e seu império Carolíngio teve passagem entre os séculos VI e IX e deu início à tradição feudal. Desta maneira, os monarcas dividiam suas terras ou feudos aos nobres: os senhores feudais. Estes territórios recebiam várias denominações. Se pertencessem a um conde eram condados e se pertencessem a um marquês era uma marca.

Os monarcas dividiam seu território em feudos com o propósito de proteger melhor seus domínios diante de possíveis invasões inimigas. Deve-se ressaltar que nos primeiros séculos da Idade Média, a Europa cristã se encontrava ameaçada pelos árabes ao sul e pelos povos eslavos ou Império Otomano no leste.

Imagem: Fotolia. ungvar

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: