Conceito » História » Os Cinco W do Jornalismo

Os Cinco W do Jornalismo - Conceito, o que é, Significado

No exercício da profissão jornalística, as notícias que são transmitidas devem atender a critérios claros e objetivos. Acredita-se que uma informação é correta quando cumpre a norma das cinco W. Esta denominação provém do inglês, mais especificamente da expressão Five Ws. Cada uma das W se refere a uma pergunta que deve ser respondida no desenvolvimento da informação jornalística: quem (who), o que (what), onde (where), quando (when) e por que (why). Em certas ocasiões, há uma sexta pergunta, como (how).

Uma regra que serve para avaliar a qualidade na redação de uma notícia

As notícias que nos chegam através dos meios de comunicação podem ser qualificadas de várias maneiras, uma vez que podem ser surpreendentes, interessantes ou até mesmo chatas. Além da avaliação subjetiva dos leitores ou espectadores, o mais relevante é o rigor da informação. As cinco W são um guia para o jornalista e para quem recebe a notícia.

Cada uma das perguntas ou W deve ser respondida adequadamente no desenvolvimento da notícia, pois do contrário a mensagem transmitida é insuficiente. As respostas para cada pergunta devem ser claras, objetivas e sem nenhum tipo de ambiguidade.

No jargão jornalístico, acredita-se que as cinco W devem ter sua resposta correspondente na "introdução ou lead" da notícia. As cinco perguntas não têm uma ordem estabelecida, já que sua ordenação depende do estilo do redator. No desenvolvimento posterior da notícia, cada W é apresentada a partir de uma análise mais detalhada.

As cinco W estão relacionadas à redação de uma notícia, mas há outras regras que todo jornalista deve seguir

Nesta profissão existem outras regras ou princípios que todo jornalista deveria assumir. Em primeiro lugar, o respeito à verdade (isso inclui evitar informação falsa ou enganosa, verificar as fontes de informação e corrigir os erros cometidos). Em segundo lugar, a informação deve ser divulgada de maneira honesta, levando em conta o direito à informação da cidadania.

O jornalista deve respeitar também a privacidade dos menores e ser responsável na hora de informar sobre questões mais delicadas (por exemplo, sobre atividades criminosas).

Logicamente, o redator de uma notícia não pode infringir a propriedade intelectual alheia (o plágio é uma das estratégias mais indignas no contexto da profissão jornalística). Da mesma forma, o profissional deve respeitar o direito à presunção de inocência e não utilizar métodos indignos para obter informação.

Quando um jornalista obtém informação de maneira informal ou por meio de "microfone fechado", o profissional e sua fonte de informação fazem um pacto de confidencialidade (este acordo é conhecido como off the record). Por último, na informação comunicada, é importante evitar expressões vulgares e o uso de qualquer termo que possa ser ofensivo.

Imagem Fotolia: Poosan

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: