Conceito » Psicologia » Síndrome da Cadeira Vazia

Síndrome da Cadeira Vazia - Conceito, o que é, Significado

O Natal é uma época do ano marcada por reencontros e celebrações familiares. Ao redor da mesa, muitas vezes, sentimos a ausência de entes queridos que estiveram presentes nas festas passadas, cujas lembranças se tornam ainda mais visíveis durante cada Natal. Para muitas pessoas, o Natal é uma prova de fogo contra a nostalgia, ou seja, é uma ferida interna que dá lugar à tristeza por não ser capaz de abraçar as pessoas queridas que já se foram.

A tristeza do Natal

A dor da perda pode ser vital nos primeiros anos de luto assim que os primeiros Natais são muito difíceis, no entanto, mesmo o tempo passando, a própria essência desta época através dos valores de família e dos bons desejos gera uma onda de melancolia da qual se torna muito difícil abstrair.

Portanto, a síndrome da cadeira vazia reflete a vulnerabilidade da dor através da morte, a superação do luto pelo falecimento de um ser querido. E como o Natal invade muitos lares que não estão preparados para recebê-lo. Lares que convivem com a tristeza nessa época, sem alegria. Lares que vivem do passado e esquecem o presente.

A metáfora da cadeira vazia mostra de um modo visual o que ocorre quando sentimos o vazio da mesa desse alguém tão especial para nós. A síndrome é sentida pelas pessoas transbordadas de tristeza como um drama interior, que não se conectam com a alegria, pois em seus corações o Natal não é mais como era antes.

O que fazer diante da síndrome da cadeira vazia

Diante desta dor interior, muitas pessoas tomam a decisão de tentar não reviver a tristeza do Natal. Por exemplo, fazer uma viagem e mudam de ares, tentando criar um cenário diferente para que as lembranças também sejam diferentes. Na medida do possível, é recomendável tentar focar a atenção nos presentes vitais do presente e agradecer o passado como um legado de amor.

Falar com naturalidade na mesa com aqueles entes queridos que não estão mais presentes, pois através da palavra é possível devolver-lhes a vida de forma simbólica. As pessoas não morrem enquanto são lembradas.

Imagem: Fotolia. Afif

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: