Conceito » Religião » Religião Tradicional Chinesa

Religião Tradicional Chinesa - Conceito, o que é, Significado

Embora na China se pratique o budismo, o confucionismo e o taoismo, há outra religião mais difundida e conhecida: a Religião Tradicional Chinesa.

Principais deuses e crenças

Trata-se de uma religião politeísta com grande variedade de divindades. Neste sentido, há deuses que favorecem a pesca, outros que simbolizam a riqueza, normalmente cada profissão está associada a um deus específico (por exemplo, os pedreiros e os carpinteiros idolatram Lu Ban, já as prostitutas a Liang Hongyu como uma divindade protetora). Alguns heróis nacionais adquiriram uma dimensão única e são considerados autênticos deuses (por exemplo, Guan Yu foi um general do século III d. C, que é homenageado como o deus da guerra).

Todos esses deuses foram assimilados por outras religiões, mais particularmente pelo budismo e pelo taoismo. Por este motivo, a religiosidade na China deve ser entendida como um sincretismo, ou seja, uma fusão de várias tradições religiosas e espirituais.

Os seguidores desta religião idolatram seus antepassados e praticam a comunicação com o mundo espiritual

Por outro lado, os fiéis expressam sua devoção pela natureza e pelos astros.

Aqueles que praticam a religião tradicional acreditam que no momento da morte a alma humana sobrevive e se dirige ao mundo espiritual. Neste lugar as almas também têm necessidades e, por este motivo, objetos de alto valor são colocados nos túmulos para que possam desfrutar na outra vida.

Na religião tradicional chinesa, há uma série de crenças curiosas enraizadas no povo. Desta maneira, acredita-se o choro de um bebê sem justificativa se deve a algum fantasma que o incomoda; os espelhos devem estar posicionados de frente para cama; o número 8 é um sinal de boa sorte; o 4 representa má sorte e no casamento é muito importante a diferença de idade entre os cônjuges.

A religiosidade na China atual

Embora o governo chinês atual mantenha uma posição neutra em relação a todas as crenças religiosas, na prática a tolerância só é permitida com a religião tradicional chinesa. Consequentemente, as religiões não tradicionais são praticadas de maneira semiclandestina. Apesar desta situação, nos últimos anos, houve um maior interesse da população em relação às questões religiosas.

São vários os motivos que podem explicar este fenômeno:

1) a busca de um sentido pela existência humana;

2) a relação entre a religião e a cura de certas doenças;

3) a necessidade de encontrar um equilíbrio pessoal frente à competitividade do capitalismo chinês.

O ressurgimento da espiritualidade e de várias religiões provocou certa preocupação para o governo chinês, uma vez que a tradição comunista valoriza a religião como um sintoma nocivo, baseado na superstição popular.

Imagem: Fotolia. Curioso

Relacionados:

  1. Iorubá
  2. Divindade
  3. Henoteísmo
  4. Umbanda
  5. Sincretismo
  6. Veda (escritura religiosa)
  7. Brahmanismo
  8. Religiosidade
  9. Xintoísmo
  10. Deísmo