Laicismo - Conceito, o que é, Significado

Costuma-se dizer que uma pessoa é laica quando suas crenças e valores são totalmente independentes de uma religião. Neste sentido, o laicismo é uma atitude intelectual e moral. Esta atitude consiste em defender a autonomia do indivíduo em relação às diferentes confissões religiosas.

Considerações gerais

O laicismo não pretende ser uma corrente contrária à religião, mas nesta abordagem se enfatiza a separação que deveria existir entre a religião e outras áreas, como a política ou a educação.

No laicismo, defende-se a clara separação entre o estado e a igreja. Na maioria dos textos constitucionais esta separação é estabelecida de forma explícita, desta maneira, pretende-se que nenhum tipo de crença se imponha no conjunto da população. Aqueles que se consideram laicos entendem que as preferências religiosas dos indivíduos devem fazer parte da sua vida privada, portanto, não deveria existir nenhum tipo de interferência entre a área civil e a religiosa.

Também está inspirado na liberdade de expressão. Deve-se destacar que tanto na Europa como no mundo em geral as abordagens religiosas servem de modelo explicativo para qualquer tipo de crença. Vale lembrar que a teoria científica da evolução se chocou inicialmente com a tradição bíblica.

A ideia de laicismo não deve ser confundida com o ateísmo

Um indivíduo ateu nega a existência de Deus, enquanto que o laico acredita que o poder político deve representar a população como um todo, independentemente qual seja a religião majoritária no conjunto da sociedade.

A ideia contrária ao laicismo é o confessionalismo. Este defende que os princípios do estado devem estar alinhados com as crenças de determinada religião.

Na atualidade, o estado espanhol se declara aconfessional, mas durante séculos se organizaram de acordo com os princípios da confissão católica.

A origem do pensamento laico

A partir do Iluminismo no século XVIII alguns filósofos começaram a analisar a convivência entre o poder político e o poder religioso ao longo da história.

Filósofos como Voltaire e Kant afirmaram que a estreita relação entre política e religião levou inevitavelmente a posturas dogmáticas e totalitárias. Desta maneira, o laicismo pretendia que o estado como instituição que representa toda a coletividade não dependesse dos critérios morais de ordem religiosa.

Imagem: Fotolia. Francesco Scatena

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: