Post-mortem - Conceito, o que é, Significado

A expressão latina post-mortem, cujo significado literal é depois de morto, se refere à exploração médica dos cadáveres com o fim de obter informação relevante sobre as causas e circunstâncias da morte de um indivíduo.

O exame de um cadáver

A medicina forense é a única disciplina que o profissional não tem como reestabelecer a saúde do paciente.

Além da informação para determinar a causa da morte, o médico forense tem um amplo leque de competências: cooperar com a justiça e a investigação criminal; pesquisar a possível responsabilidade profissional dos médicos em relação ao falecimento; estudar os restos humanos relacionados à área da antropologia forense; identificar o DNA de um cadáver para denominar a paternidade, entre outras.

O médico legista realiza um exame post-mortem detalhado, que é necessário para coletar informações bem específicas: o rigor mortis do cadáver, a temperatura corporal, o parasitismo da pele, etc. Por outro lado, os enfermeiros tratam do chamado cuidado post- mortem com a intenção de preparar o cadáver e prestar assistência aos familiares do falecido.

O exame anatômico de um cadáver, conhecido popularmente como autópsia, é geralmente realizado em casos de morte violenta ou quando há indícios evidentes de um ato criminal

Do ponto de vista histórico, os primeiros exames post-mortem de medicina forense foram realizados em 3000 a.C no contexto da civilização egípcia, na qual os pesquisadores encontraram provas que evidenciaram as relações entre a medicina e a justiça.

Outros latinismos da linguagem cotidiana

Além do latinismo post-mortem, existem outras expressões que também têm relação com as circunstâncias da morte, tais como corpore insepulto, corpus delicti ou nasciturs. São muitos os latinismos utilizados na comunicação. Assim, as horas oficiais são dividas em ante meridiem e post meridiem, mais conhecidas por suas siglas a.m e p.m. No campo universitário se fala de campus, honoris causa, aula magna e alma mater.

Na terminologia jurídica são inúmeras as expressões em latim e o mesmo acontece com a taxonomia empregada na classificação dos seres vivos. Assim mesmo, na comunicação cotidiana são empregadas expressões como ipso facto, lapsus, motu proprio, perse, rictus, quorum, snob e outras mais. Enfim, o latim é uma língua morta que goza de boa saúde.

Imagem: Fotolia. bakhtiarzein

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: