Conceito » Ciência » Planeta Júpiter

Planeta Júpiter - Conceito, o que é, Significado

Com um tamanho onze vezes superior à Terra, Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar. Está formado em sua totalidade por gás e nele os ventos atingem uma velocidade superior a 600 km / hora. Esta bola de gás e líquido possui 145.000 quilômetros de largura e um sistema de anéis parecidos ao de Saturno. Para os astrônomos constitui um desafio, já que suas características particulares o tornam um laboratório de pesquisa.

Apesar de sua imensa massa, é o planeta que gira com maior velocidade, portanto um dia em Júpiter tem a duração de 9 horas e 50 minutos.

As missões espaciais mais recentes procuram desvendar os mistérios desse gigante do Sistema solar

Durante a missão Galileu, ocorrida em 1989, foram realizadas várias observações sobre Júpiter. Foi observado que algumas áreas produzem tempestades tão intensas que poderiam engolir um planeta três vezes maior que a Terra. Os cientistas esperavam encontrar um mundo sem nenhum rastro de vida, mas em algumas de suas luas poderia haver água e, portanto, alguma forma de vida.

As mais de 60 luas de Júpiter chamam a atenção, pois são muito ativas do ponto de vista geológico. Os cientistas acreditam que é possível que o gigante do Sistema solar esteja contraindo-se, por este motivo, desprende grandes quantidades de energia.

A Grande Mancha Vermelha e as curiosas nuvens do gigante do Sistema Solar

Em diversos projetos espaciais foi observada a Grande Mancha Vermelha de Júpiter. Trata-se de um furacão que tem o dobro do tamanho da Terra. Na atualidade, algumas de suas características ainda são desconhecidas.

Seu hemisfério norte conta com estranhas nuvens aglomeradas que revestem sua atmosfera através de uma aparência única. Não se sabe com certeza quais são os ingredientes destas nuvens.

As observações de ambos os fenômenos geram todo tipo de dúvida (por exemplo, os cientistas desconhecem se há um núcleo sólido no interior de Júpiter e também se ignora o funcionamento exato de seus campos magnéticos). A sonda espacial Juno está dedicada à análise deste curioso planeta e o grande desafio é saber de que está formado seu interior. Os pesquisadores acreditam que, uma vez conhecido o mistério sobre a composição de seu interior, será possível compreender melhor a formação do Sistema Solar.

Seis curiosidades

- Depois do Sol, da Lua e de Vênus, é o planeta mais brilhante do Sistema Solar.

- Seu nome vem do deus mais poderoso da mitologia romana, que corresponde ao deus Zeus da mitologia grega.

- Sua órbita ao redor do Sol tem uma duração de 11 anos terrestres.

- Ganimedes é uma de suas luas e a maior do Sistema solar.

- Suas quatro luas maiores são conhecidas como luas galileanas.

- O campo magnético de Júpiter é extremamente potente e totalmente diferente dos outros planetas.

Imagem Fotolia: Popova Olga

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: