Satélites Naturais - Conceito, o que é, Significado

Entende-se por satélite natural qualquer corpo celeste que orbita ao redor de um planeta. Como regra geral o satélite é menor que um planeta.

Nem todos os satélites naturais são iguais, pois de fato existem os sólidos, brilhantes, opacos e alguns são bem grandes. Deve-se destacar que os planetas podem ter vários satélites naturais, de modo que o satélite e o planeta se mantêm unidos pela força da gravidade agindo de forma recíproca.

A maioria dos planetas do sistema solar possui, ao menos, um satélite natural. Mercúrio e Vênus são as exceções a esta regra.

Satélites naturais do sistema solar

O planeta Terra possui apenas um satélite, a Lua. Em compensação, Marte possui dois, Fobos e Deimos. Júpiter é o quinto planeta do sistema solar e em sua órbita há um total de 64 satélites (Calisto, Io, Ganimedes e Europa estão entre os mais conhecidos). Em relação à Urano, seus satélites são Titania, Ariel, Miranda, Oberon e Umbriel.

Os satélites de Saturno apresentam características mais particulares, pois sua densidade é muito baixa, possuem uma intensa luz e sua dinâmica orbital não é homogênea (há satélites coorbitais, pastorais e troianos). Ao redor de Netuno, há um total de 14 satélites, dos quais Triton é o maior e foi descoberto em 1846.

Em nossa galáxia alguns satélites naturais chamam a atenção dos astrônomos por sua raridade

Assim, Ganímedes tem o seu próprio campo magnético, Calisto é aquele que possui um maior número de crateras e Epimeteu e Janus giram em torno de Saturno na mesma órbita.

Como se pode observar, o nome dos vários corpos celestes está baseado na mitologia grega e romana. No entanto, os astrônomos não utilizam qualquer nome mitológico, mas procuram uma relação entre o que representa o mito e o astro, por exemplo, o Hélio representa o Sol, pois é o responsável por levar o calor e a luz para a Terra.

No espaço também há satélites artificiais

Os satélites artificiais são aqueles criados pelo ser humano. O primeiro satélite artificial enviado ao espaço foi o Sputnik, lançado em 1957, no contexto da chamada corrida espacial entre a União Soviética e os Estados Unidos. O Sputnik possuía um sistema de telecomunicações que emitia sinais radiais que podiam ser recebidos na Terra.

Existem hoje cerca de 2.500 satélites ativos e com propósitos científicos, militares, meteorológicos ou relacionados às telecomunicações. De qualquer forma, os satélites artificiais permitem estabelecer uma comunicação entre duas pessoas localizadas em qualquer parte do planeta.

Imagem: Fotolia. AnnaPa

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: