Conceito » Educação » Morfossintaxe

Morfossintaxe - Conceito, o que é, Significado

Este termo faz parte da combinação de duas palavras de origem grega, na qual “morfo” significa forma e “sintaxis” quer dizer ordem. Desta maneira, a morfossintaxe se refere ao estudo das palavras e de suas diferentes partes no conjunto de uma oração.

A morfossintaxe faz parte da linguística e é a área que foca o conjunto de elementos e regras integradas nas orações.

Análise morfossintaxe de uma oração simples

Qualquer oração - seja simples ou composta - pode ser analisada de forma morfológica ou sintaticamente. Em sua dimensão morfológica estuda cada um dos seus elementos. Assim, na oração simples “Luis explicou o relato ao seu tio” são apresentados os seguintes elementos: Luis é um substantivo; explicou é um verbo; o é um artigo; relato é um substantivo; ao é uma preposição; seu é um pronome e tio é outro substantivo. Analisando sintaticamente a mesma oração: o verbo explicou é o núcleo do predicado; Luis é o núcleo do sujeito; o relato é o objeto direto e ao seu tio é o objeto indireto. Com estes dois exemplos, mostramos a análise morfossintática de uma oração simples.

A morfossintaxe estuda as formas e as funções das palavras

Cada palavra tem uma forma ou morfologia determinada. Por exemplo, na oração “As meninas estudam com suas amigas” os artigos, os substantivos e o verbo da oração estão no plural. Paralelamente, as palavras e suas combinações apresentam funções específicas (função do sujeito, do predicado, do complemento, etc.).

Quando falamos de morfologia, deve-se notar que há oito categorias diferentes de palavras: substantivos, adjetivos, verbos, advérbios, preposições, conjunções, artigos e pronomes. Se nos referirmos à sintaxe, trata-se de analisar o papel que cumpre cada uma das categorias das palavras, ou seja, para que serve cada uma.

Outras categorias da gramática

Além da morfologia e da sintaxe, a gramática apresenta outras categorias como a semântica, a fonética, a fonologia ou a ortografia. A semântica estuda o significado das palavras e suas relações (por exemplo, a sinonímia, a antonímia e a polissemia). A fonética estuda o som das palavras, enquanto que a fonologia trata do sistema sonoro de cada idioma (por exemplo, o espanhol tem cinco fonemas vocálicos e 19 fonemas consonantais). Por último, a ortografia está focada nas regras que regem a escrita.

Imagem: Fotolia. alestraza

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: