Morfema - Conceito, o que é, Significado

O conceito morfema deve ser contextualizado dentro da linguagem, mais particularmente em relação à estrutura das palavras. Quanto à sua definição, o morfema é uma unidade mínima de significado.

A estrutura básica das palavras

Uma palavra pode ser entendida a partir de uma estrutura mínima chamada monema. Os monemas são divididos em lexemas e morfemas. O lexema ou raiz é a parte invariável da palavra que contém seu significado (a partir do lexema pão podem ser criadas outras palavras como padeiro ou padaria), já o morfema é a parte variável da palavra adicionada ao lexema para completar seu significado.

Assim, a palavra bola é composta pelo lexema bol- e do morfema de gênero “a”; já a palavra vizinhos está formada pelo lexema vizinh-, mais o morfema de gênero “o” e o morfema de número “s”. Isto quer dizer que as palavras têm sempre um núcleo semântico que fornece um significado e um núcleo categorial que fornece a categoria da palavra (se é um verbo, um substantivo ou adjetivo). O núcleo semântico é a base da palavra, enquanto o núcleo categorial é constituído pelos afixos (o gênero e o número da palavra, entre outros afixos).

Os morfemas estão classificados em dois grupos: gramaticais e derivados

Os morfemas gramaticais se referem ao gênero (masculino ou feminino) e ao número de das palavras (singular ou plural). Os morfemas derivados tem por sua vez a seguinte divisão: prefixos e sufixos. Os prefixos têm a função de preceder a base da palavra (por exemplo, o prefixo anti, mais o termo aéreo formam a palavra antiaéreo). Os sufixos têm a finalidade de trazer informações à raiz da palavra (por exemplo, o sufixo ista permite criar palavras como telefonista ou velocista).

Os morfemas, a morfologia e a linguística

O uso dos sufixos e prefixos permite conhecer a estrutura interna das palavras ou da morfologia. A disciplina que estuda a morfologia é a linguística. Consequentemente, o conhecimento dos morfemas está localizado dentro da morfologia. Morfologia significa literalmente “forma das palavras”. Isto quer dizer que o objeto de estudo da morfologia é a palavra, ou seja, sua estrutura interna e variações.

Ilustrando esta questão com um exemplo simples, podemos explicar a palavra gatos. Este termo é composto por três morfemas: "gat", "o" e "s" ("gat" expressa a ideia de animal, de felino; o "o", trata do gênero masculino e o "s" se refere a vários indivíduos desta espécie).

Imagem: Fotolia. stockakia

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: