Conceito » Ciência » Metodologia

Metodologia - Conceito, o que é, Significado

Entende-se por metodologia o conjunto de normas e ações destinadas a descrever um problema. Em geral, a metodologia é uma parte de pesquisa científica. Neste sentido, o cientista parte de uma hipótese como possível explicação de um problema e tenta encontrar uma lei que o explique. Entre a hipótese e a resolução final, o cientista deve seguir um caminho, ou seja, um método de pesquisa. Assim, o estudo dos métodos é conhecido como metodologia. Em outras palavras, a metodologia responde ao "como" de um estudo ou pesquisa.

O conceito metodologia é próprio da ciência. No entanto, costuma ser aplicado em contextos não científicos (há uma metodologia relacionada a jogos, ao esporte, à organização do trabalho e ao ensino de uma disciplina).

Itens básicos e recomendações

Na prática, uma metodologia de caráter científica é organizada a partir de diversas fases. Primeiro, uma etapa de revisão bibliográfica. Em seguida, entra a fase de pesquisa campo, de laboratório, de processamento da informação e, finalmente, de análises e resultados.

Aplicar uma metodologia implica no seguimento de uma ordem de atuação, onde é aconselhável cumprir uma série de recomendações: definir a lista de tarefas a realizar, determinar uma sequência ou ordem de execução, estabelecer uma duração das diversas ações e definir cada meta ou objetivo.

Existem três caminhos principais na maioria das pesquisas: o indutivo, o dedutivo e o hipotético-dedutivo.

Método indutivo

Baseia-se na coleta de informações específicas com o fim de extrair uma conclusão geral. Este método apresenta as seguintes etapas: observação e registro dos fatos, análise e classificação dos acontecimentos e ainda uma derivação indutiva generalizada baseada nos fatos (também conhecida como inferência indutiva). Um exemplo de raciocínio indutivo seria o seguinte: sempre que golpeio um ferro ele esquenta, sempre que golpeio um cobre ele esquenta, sempre que golpeio um aço ele esquenta, conclusão, acredito que muito provavelmente todos os metais esquentam quando golpeados.

Método dedutivo

Se baseia na ideia de que as conclusões obtidas em uma pesquisa estão implícitas nas premissas. Em outras palavras, quando os argumentos são certos as conclusões necessariamente também serão certas. Este método vai do geral para o particular e é a antítese da abordagem indutiva. Um exemplo da dedução como forma de raciocínio seria o seguinte: os filhos do meu tio André têm o mesmo nome do seu pai, portanto, os filhos do meu tio se chamam André.

Método hipotético-dedutivo

De acordo com este método a ciência não começa a partir da observação, uma vez que os dados sensíveis não são adequados para construir uma hipótese. O ponto de partida deste método é a observação de um fenômeno, seguido de uma hipótese provisória que explica este fenômeno, logo vem a dedução das consequências e a verificação dos enunciados deduzidos dos quais se contrastam com a experiência. Este método envolve uma combinação de reflexão puramente racional (a proposta da hipótese e as consequentes deduções) e a observação empírica (o momento da verificação).

O método Polya, outra maneira de abordar uma pesquisa

A metodologia como abordagem que estabelece um guia na pesquisa foi enriquecida com as contribuições dos teóricos como George Polya. Este matemático húngaro do século XX propôs um método baseado em quatro itens:

1) Entender o problema adequadamente,

2) Conceber um plano para resolver o problema,

3) Executar um plano de ação,

4) Examinar a solução obtida.

Imagem: Fotolia. MicroOne

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: