Conceito de Harmonia Pré-Estabelecida

Lilén Gomez | Julho 2023
Professora de Filosofia

A noção de harmonia pré-estabelecida, baseado na ideia de Deus como princípio ordenador do universo, refere-se à concepção de que a ordem do universo é harmoniosa e está contida na figura de um criador justo, perfeito e gentil, que necessariamente cria o melhor de dos mundos possíveis.

A harmonia pré-estabelecida é um conceito central no corpus teórico do filósofo Gottfried Leibniz (1646-1716), considerado um dos principais pensadores dos tempos modernos, embora tenha uma formação na tradição escolástica. Leibniz introduziu desenvolvimentos importantes no campo da metafísica, bem como na matemática e na geometria. Suas investigações metafísicas compatibilizam, em certo sentido, o dualismo cartesiano com o monismo ontológico de Spinoza, sob a figura das mônadas, como substâncias individuais.

Existe uma hierarquia entre as mônadas que compõem o universo, de modo que a de hierarquia mais elevada, ou seja, a única mônada necessária, é Deus, enquanto todas as outras são contingentes. Em Deus reside o princípio do poder puro, ou seja, em Deus todas as coisas existem de forma potencial e se tornam um ato da vontade divina. A passagem da potência ao ato depende da vontade divina, que é a bondade suprema, portanto, nada acontece sem razão (o que se chama “princípio da razão suficiente”) e, por sua vez, toda a evolução do mundo ocorre de acordo com o princípio do melhor, pois Deus sempre atualiza — como definimos — o melhor de todos os mundos possíveis.

Deus e a ordem

De acordo com essa estrutura conceitual, o universo é harmonioso porque cada uma de suas partes, que potencialmente existem em Deus, tornam-se um ato em virtude do princípio da razão suficiente. Ou seja, tudo o que existe, existe por uma razão, que responde à estrutura do mundo predeterminada pela divindade. Assim, o princípio da razão suficiente está intimamente ligado à noção de harmonia pré-estabelecida.

Ao mesmo tempo, a organização do mundo tem um caráter mecânico e geométrico, de modo que o universo se articula segundo leis invariáveis. Como consequência, o caráter pré-estabelecido da referida harmonia universal implica uma determinação do destino de todos os eventos que ocorrerão. Todo evento é, então, predeterminado.

O problema da liberdade humana

O fato de todos os acontecimentos, em virtude da harmonia preestabelecida, já estarem ordenados por Deus, significa que o destino está invariavelmente determinado. Isso leva a duas consequências: por um lado, o lugar do mal no mundo é sempre explicado por uma causa superior, ou seja, o mal ocorre em virtude de uma harmonia que só a divindade pode conhecer, de tal forma que tem uma razão de ser, embora do ponto de vista humano não seja compreensível. Por outro lado, a liberdade humana se apresenta como um problema, em termos de até que ponto o homem é capaz de tomar decisões voluntárias no contexto de um mundo predeterminado.

A aposta leibniziana, nesse sentido, consiste em conciliar liberdade e determinação. Embora todo evento seja determinado pela necessidade, ainda assim, a liberdade do homem é necessária para que tais eventos sejam desencadeados. A substância divina compreende todas as substâncias individuais, de modo total, e é determinada por suas próprias causas. Por sua vez, as substâncias individuais compõem essa substância universal harmônica.

A determinação de cada substância individual, ou seja, de cada mônada, é essencial e vem de dentro. Em outras palavras, as mudanças pelas quais passa a mônada já são trazidas com ela e se desenrolam progressivamente.

Leibniz situa a necessidade no campo da harmonia total, mas não na flutuação entre estados por que passa uma mônada, que são contingentes. O corpo e a mente humana, como mônadas individuais, seguem suas próprias leis e todos juntos refletem essa harmonia maior. Então, a vontade humana recebe uma certa inclinação, mas não é realmente determinada, ou seja, os eventos não se tornam necessários, apesar disso. O homem desenvolve seu ser contingentemente, embora sua liberdade não seja absoluta, como a liberdade divina.

Artigo de: Lilén Gomez. Professora de Filosofia, com desempenho em ensino e pesquisa em áreas da Filosofia Contemporânea.

Referencia autoral (APA): Gomez, L.. (Julho 2023). Conceito de Harmonia Pré-Estabelecida. Editora Conceitos. Em https://conceitos.com/harmonia-pre-estabelecida/. São Paulo, Brasil.

  • Compartilhar
Copyright © 2010 - 2023. Editora Conceitos, pela Onmidia Comunicação LTDA, São Paulo, Brasil - Informação de Privacidade - Sobre