Conceito » Ciência » Giro Oceânico

Giro Oceânico - Conceito, o que é, Significado

As correntes marinhas de grande extensão se movimentam de forma circular pelas bacias oceânicas e este movimento é conhecido como giro oceânico. São dois os motivos que provocam seus giros: o efeito do vento e a ação da força centrífuga associada ao movimento de rotação da Terra.

A corrente de Humboldt ou corrente do Peru é um exemplo de giro oceânico

Nas costas ocidentais da América do Sul, as águas profundas que se encontram em baixas temperaturas sobem à superfície. Este tipo de movimento foi descrito pela primeira vez pelo naturalista alemão Alexander von Humboldt no início do século XIX em sua obra "Viagem às regiões equinociais do Novo Continente".

A corrente do Peru desloca a água fria provocando uma queda significativa da temperatura da água em outras regiões costeiras (esta mudança de temperatura chama a atenção porque não corresponde à latitude geográfica). Outro de seus efeitos consiste em limitar a evaporação da água.

As correntes marinhas conectam todos os oceanos do planeta

O sistema de correntes tem um papel relevante na sustentabilidade do planeta, já que em seu movimento incorporam nutrientes e oxigênio por todos os oceanos. Ao mesmo tempo, transportam calor e esta circunstância afeta as mudanças climáticas (isto pode ser observado pelas câmeras termossensíveis no fundo do oceano).

Embora as águas mais quentes se encontrem no equador, a rede de correntes distribui calor por todo o planeta. Pode-dizer, em suma, que os giros oceânicos funcionam como um sistema de aquecimento central de grande magnitude.

A oceanografia é a disciplina científica que estuda os giros oceânicos

As correntes marinhas, o fluxo das ondas, as marés e a transmissão de temperatura são aspectos que fazem parte da oceanografia física. Estes processos físicos trazem um impacto direto sobre o clima e os seres vivos.

A oceanografia química estuda a composição das moléculas marinhas e este ramo é relevante porque permite compreender melhor os efeitos da contaminação marinha em todo o planeta.

A especialização biológica estuda os organismos vivos e sua relação com o meio aquático. Neste sentido, vale lembrar dois dados relevantes: que mais de 90% de todos os organismos vivos habitam os oceanos e que 70% da superfície da Terra é composta de água.

Por último, em termos geológicos, são estudados os processos relacionados a este ramo que afeta os oceanos, como a criação do relevo ou a formação do solo marinho. Em relação ao conhecimento da geologia dos oceanos, chama a atenção que os humanos têm mais informação cartográfica sobre a Lua e sobre Marte.

Imagem Fotolia: Peter Hermes Furian

Relacionados:

  1. Relevo Oceânico
  2. Plataforma Continental
  3. Velocidade Angular
  4. Efeito Coriolis
  5. Oceano
  6. Vento Zonda
  7. Clima
  8. Fototropismo
  9. Movimento Browniano
  10. Eixo Terrestre