Conceito » Cultura » Empréstimo Linguístico

Empréstimo Linguístico - Conceito, o que é, Significado

Quando pensamos na ação de emprestar, é inevitável associá-la a uma quantia de dinheiro que alguém dá em troca de sua devolução em um prazo determinado e geralmente com algum interesse. No entanto, existem também empréstimos em relação às palavras. Quando isso ocorre falamos de empréstimo linguístico, uma forma que todas as línguas têm para ampliar seu léxico.

Em que consiste?

O léxico de uma língua apresenta diversas origens. Se tomarmos como referência o português, a maioria das palavras é resultado da evolução natural do grego clássico e do latim, mas muitas outras provêm do francês, italiano ou inglês.

Quando mesmo em nossa própria língua não temos um termo preciso para expressar uma ideia, temos a necessidade de recorrer à outra língua que nos facilite com uma palavra mais adequada. Este fenômeno da linguagem é a essência do empréstimo linguístico.

Ao longo da história, a língua portuguesa tomou emprestado vários termos de outras tradições culturais

Do inglês utilizamos muitas palavras: blog, casting, chat, online, email, running, entre outras. O uso de anglicismos obedece a vários motivos: a hegemonia do inglês como língua internacional, a força da cultura anglo-saxônica no contexto da comunicação ou simplesmente por questão de moda.

Do italiano temos empréstimos linguísticos que foram incorporados pela poderosa tradição cultural do Renascimento italiano. Alguns dos italianismos mais comuns são os seguintes: aquarela, adágio, batuta, lira, óleo, soprano, sonata ou espadachim.

Na Península Ibérica, os árabes permaneceram durante sete séculos e por este motivo o espanhol atual conta com uma série de arabismos: albañil (pedreiro), alcalde (prefeito), albufera (lagoa), alcohol (álcool), jarabe (xarope) e zanahoria (cenoura).

A proximidade geográfica e cultural entre Espanha e França é a causa de muitos galicismos entre os falantes de espanhol. Alguns dos mais comuns são: champán, souvenir, cabaret, chófer, élite e menú.

Os empréstimos linguísticos se instalaram nas línguas por razões culturais, políticas, econômicas ou sociais. Este fenômeno da linguagem também ocorre por pura necessidade (por exemplo, no campo da informática, os termos em inglês são usados para denominar novos dispositivos e procedimentos tecnológicos).

O decalque linguístico é uma modalidade de empréstimo

As palavras que provêm de uma cópia literal de outro idioma são chamadas de decalques linguísticos. Assim, o living room do inglês foi traduzido como sala de estar, weekend como fim de semana ou leader como líder. Na maioria desses decalques ou reproduções, há uma adaptação fonética ao léxico do idioma receptor.

Imagem Fotolia: Stmool

Relacionados:

  1. Intraduzibilidade
  2. Signo Linguístico
  3. Língua Oficial
  4. Departamento
  5. Garantia Hipotecária
  6. Interlíngua
  7. Línguas Românicas
  8. Língua Materna
  9. Alfabeto Grego
  10. Macrolíngua